Eleições legislativas nacionais

Mulheres disputam lugar à Assembleia da República

Regional /
Fachada Assembleia da República

943 visualizações   

Os dois maiores partidos, PS e PSD, vão - em nome da paridade  do género e das ilhas -, colocar mulheres no terceiro lugar das respectivas listas de candidatos à Assembleia da República.
 
Os nomes mais bem posicionados para disputar a eleição de um quinto deputado pelo círculo eleitoral dos Açores- ganha tradicionalmente e em ‘rotatividade’  por sociais-democratas e socialistas - , são os de Lídia Bulcão, no PSD, e o de Luísa Santos, no PS.
Ambas em ‘representação’ da ilha do Faial.
Lídia Bulcão é licenciada em Comunicação Social, jornalista, e tem 34 anos de idade.
Luísa Santos é licenciada em Educação Física, tem 54 anos de idade e desempenha actualmente funções nos Serviços da Educação Física e Desporto Escolar 
O  PSD que antecipou a conferência de imprensa agendada para amanhã para a tarde desta quinta-feira deverá, portanto, anunciar o nome de Lídia Bulcão a seguir aos de Mota Amaral e Joaquim Ponte.
Apesar da reunião da Comissão Política Regional (CPR),  em Ponta Delgada, a líder dos sociais-democratas na Região, Berta Cabral, deverá esta tarde sublinhar o reconhecimento do partido pelo trabalho desenvolvido pelos dois actuais deputados açorianos eleitos pelo PSD.
Um registo que não diferará muito do do PS/Açores quando, ao que se sabe em breve, anunciar oficialmente as recandidaturas de Ricardo Rodrigues e Luís Fagundez Duarte às eleições Legislativas nacionais de 27 de Setembro próximo.
O faialense Renato Leal que actualmente se senta no Parlamento nacional como o quinto deputado eleito pelos Açores, será substituído, então, no terceiro lugar da lista do PS/Açores  por Luísa Santos.
Recorde-se que Renato Leal é o ‘cabeça-de-lista’ do PS pelo círculo da emigração às eleições para a Assembleia da República, pelo qual o Partido Socialista não elegeu nenhum deputado nas últimas eleições para o Parlamento nacional.