Universidades e politécnicos emitiram 73.086 diplomas em 2015/2016

Universidades e politécnicos emitiram 73.086 diplomas em 2015/2016

 

Lusa/AO Online   Nacional   3 de Ago de 2017, 16:32

Os estabelecimentos de ensino superior emitiram mais de 73 mil diplomas em 2015/16, dos quais 85,3% no ensino público e 16,7% no ensino privado, segundo dados da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência.


Segundo o inquérito “Registo de Alunos Inscritos e Diplomados do Ensino Superior” (RAIDES 16) relativos a diplomados no ano letivo 2015/2016, foram emitidos menos 1.671 diplomas relativos aos ciclos de estudo conferentes do nível CITE de ensino superior.

Face a 2014/15, foram registados decréscimos no número de diplomas concedidos em ambos os subsistemas, para aqueles ciclos de estudos, no ensino superior público de 0,2% (menos 126) e no ensino superior privado de 11,2% (menos 1.545).

No entanto, segundo o inquérito, no ensino público universitário registou-se um aumento de diplomas atribuídos de 2,3% (956) enquanto no ensino privado universitário se registou um decréscimo de 9,9% (menos 988).

Em 2015/16, em estabelecimentos de ensino superior universitário foram emitidos 51.068 (69,9 por cento) diplomas e, em estabelecimentos de ensino superior politécnico, foram emitidos 22.018 (30,1por cento) diplomas relativos aos ciclos de estudos conferentes de nível CITE de ensino superior.

Do total dos diplomados (73.086), 42.878 eram mulheres (58,7%).

Os dados indicam ainda que em 2015/16 foram atribuídos, pela primeira vez, 170 diplomas de técnicos superiores profissionais no ensino superior politécnico.

Em 2015/16, 63,7% (46.522) dos diplomados naqueles ciclos de estudos obtiveram um diploma de licenciatura.

O RAIDES 16 indica ainda que o número de diplomas em mestrados 2.º ciclo (15.553) representou 21,3% do total de diplomas, registando, face a 2014/15, uma descida de 7,1% (menos 1.193).

Já no que se refere aos doutoramentos, foram registados 2.344.

As áreas “Engenharia, indústrias transformadoras e construção”, “Ciências empresariais e direito” e “Saúde e proteção social” apresentaram a maior expressão com, respetivamente, 15.545, 13.944 e 13.305 diplomas concedidos.

O conjunto de diplomas emitidos nessas três áreas representou 58,6% do total de diplomas naqueles ciclos de estudos.

A área “Ciências naturais, matemática e estatística” registou o maior aumento no número de diplomas: 3,2% (de 4.661 para 4.810).

A área “Educação”, tal como no ano letivo anterior, apresentou o maior decréscimo: 25,2% (de 5.161 para 3.861 diplomas).

Em 2015/16, os estabelecimentos de ensino superior emitiram 21.212 diplomas em cursos das áreas de “Ciências e Engenharias”, valor superior ao de 2014/15 (20.861).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.