'Travel Bugs' lançados há seis meses já viajaram entre ilhas e para fora dos Açores

'Travel Bugs' lançados há seis meses já viajaram entre ilhas e para fora dos Açores

 

GAcS   Regional   5 de Dez de 2015, 10:33

Os 'Travel Bugs' (TB) que foram colocados a circular no Dia Europeu dos Parques Naturais, numa parceria entre o Governo dos Açores e o GeoPT

 

A Secretaria Regional da Agricultura e Ambiente, através da Direção Regional do Ambiente, lançou nove ‘Travel Bugs’, um por cada ilha, com o propósito de ‘viajarem’ com informação sobre os respetivos Parques Naturais no seu interior.

Paralelamente, foram lançados outros dois que dão a conhecer a Rede de Centros Ambientais dos Açores e os nove Parques Naturais de Ilha, o primeiro destinado a viajar pelo arquipélago e o segundo por todo o mundo.

O 'TB' criado com o objetivo de viajar pelo mundo foi lançado no Pico e, daí, já foi até à Bélgica, tendo percorrido 2.532 milhas e registado 218 observações.

Mesmo o que foi criado e colocado em todas as ilhas com o principal propósito de viajar na Região, com informação dos Parques Naturais, também já ‘voou’ para o exterior do arquipélago,

O que foi colocado no Pico percorreu até à data 3.470 milhas com 23 registos, encontrando-se agora na Alemanha, e o de São Miguel, embora tenha regressado à ilha, já viajou pela Europa, principalmente na Alemanha, tendo percorrido 4.246 milhas com 193 registos.

 O 'TB' da Graciosa está em Portugal continental, tendo percorrido 1.221 milhas com 29 registos.

Esta iniciativa, que potencia a notoriedade da imagem ‘Ambiente Açores’, permite utilizar o Geocaching como instrumento de promoção e sensibilização ambiental, sendo uma atividade mundialmente emergente que se articula em pleno com a utilização sustentável das áreas protegidas, sempre que salvaguardadas as boas práticas ambientais.

O Geocaching, que visa o descobrimento ou ‘caça’ de locais, é uma atividade física de lazer praticada ao ar livre, utilizando-se um recetor de navegação por satélite (GPS) para encontrar uma ‘geocache’, mais conhecida por ‘cache’, que é colocada em qualquer local do mundo.

Uma ‘cache’ é uma pequena caixa que normalmente contém um livro de registo e alguns objetos, num saco à prova de água, associados ao objetivo da sua colocação e que, no caso dos Açores, é informação ambiental, histórica e cultural.

O ‘geocacher’ pode, quando a encontra, juntar mais objetos e anota as coordenadas da 'cache' que, com outra informação alusiva, publica na Internet, permitindo assim a outros descobridores com recetores GPS procurarem-na.

Algumas ‘caches’ contêm os ‘Travel Bugs’ que se deverão mover de ‘cache’ em ‘cache’ sendo os seus percursos registados online.

Os interessados em participar nesta atividade na Região, podem aceder a mais informações no sítio da internet http://www.geocaching.com e conhecer melhor os Parques Naturais dos Açores em http://parquesnaturais.azores.gov.pt .


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.