Sulcos de carros de bois são identificados nos Açores para serem atração turística

Sulcos de carros de bois são identificados nos Açores para serem atração turística

 

Lusa/AO Online   Regional   28 de Jun de 2015, 11:19

Mais de duas dezenas de relheiras foram já identificadas na ilha Terceira, Açores, mas há uma proposta na Assembleia Legislativa para alargar a recolha a todas as ilhas e para que o Governo as promova como atração turística.

As relheiras são sulcos deixados na pedra, no caso dos Açores, provocados pela passagem de carros puxados a bois, que durante séculos foram o principal meio de transporte de pessoas e de carga no arquipélago.

As rodas dos carros de bois, normalmente envoltas em aros de ferro, deixaram marcas mais ou menos fundas, consoante a carga que transportavam, causadas pela quantidade de vezes que passaram no mesmo local, seguindo sempre o mesmo trajeto.

Até à década de 1970, era comum encontrar-se carros de bois na ilha Terceira, assim como as relheiras por onde eles passavam, mas atualmente muitas estão cobertas pela vegetação ou enterradas debaixo de caminhos asfaltados.

O grupo parlamentar do CDS-PP apresentou uma proposta na Assembleia Legislativa da Região, atualmente em análise na Comissão de Assuntos Sociais, que defende um inventário de todas as relheiras dos Açores e a criação de um plano para a sua preservação e manutenção, bem como a sua promoção turística.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.