Santa Clara precisa de reestruturar a dívida, diz Rui Cordeiro

Futebol /
treinador rui amorim presidente rui cordeiro santa clara 2016/2017

1887 visualizações   

O presidente do Clube Desportivo Santa Clara afirmou quarta-feira à noite, na Assembleia Geral Extraordinária, que os "encarnados" de Ponta Delgada precisam de reestruturar a dívida do clube, que em junho de 2015 ascendia a 8,5 milhões de euros.
 

A reestruturação da dívida foi considerada pelo presidente do clube Rui Cordeiro como o único passo a ser dado pelo clube para garantir a sua sobrevivência, além de avançar com um pedido de um novo Plano Especial de Revitalização que substitua o atual que é "inexequível e tem pés de barro".

Rui Cordeiro adiantou ainda que a equipa profissional terá de subir à I Liga de futebol "dentro de três anos" para manter a atividade.

A reunião magna de sócios do Santa Clara aprovou por maioria os relatórios e contas das épocas 2014/15 e 2015/16, que fecharam com resultados positivos de 261 mil euros e negativos de 93 mil euros, respetivamente.

Durante a assembleia geral, que teve mais de 30 associados presentes, Rui Cordeiro afirmou que o sócio Mário Batista, usando a sua posição de Administrador Único do Plano de Insolvência, penhorou as ações do clube na Santa Clara Açores Futebol SAD junto das Finanças de Ponta Delgada.

Leia a reportagem na íntegra na edição de sexta-feira, dia 2 de dezembro, do Açoriano Oriental.