RTP/Açores ainda emite boletim meteorológico apresentado por especialistas

RTP/Açores ainda emite boletim meteorológico apresentado por especialistas

 

Lusa / AO online   Regional   21 de Mar de 2015, 11:43

Em abril de 2014, a RTP terminou com os boletins meteorológicos apresentados por especialistas, mas nos Açores, o centro regional da televisão pública mantém este programa diário na sua grelha de emissão.

 

A meteorologista Fernanda Carvalho é um dos rostos do boletim meteorológico emitido diariamente na RTP/Açores, uma “tarefa complementar” com a qual “nunca tinha sonhado”, mas que acabou por a tornar na “menina do tempo” nas ilhas.

“Fui solicitada várias vezes até que finalmente tive mesmo que ir, porque com o pessoal que se reformou entretanto e que ia à televisão era necessário eu ir”, afirmou Fernanda Carvalho, em declarações à Lusa, acrescentando tratar-se de uma “tarefa complementar” à sua atividade de meteorologista.

Há 11 anos a viver e trabalhar nos Açores, Fernanda Carvalho há quase três anos que é uma das meteorologistas do Instituto do Mar e da Atmosfera no arquipélago que apresenta o boletim meteorológico, dando conta das previsões do tempo, do estado do mar e temperaturas nas ilhas.

“Não sei se é um mito ou não, mas a meteorologia é o programa da RTP que tem mais audiência, inclusivamente, há muitas pessoas que dizem que só mudam para a RTP/Açores quando é para ouvir a meteorologia”, referiu Fernanda Carvalho, confessando que se lembra de em pequena ver a meteorologia na RTP1 apresentada num quadro negro.

Inaugurada em 1956, a RTP decidiu em 1961 que o seu serviço de notícias, o Telejornal, não podia passar sem um eficaz serviço de meteorologia, à semelhança do que se fazia noutras estações de televisão pela Europa fora, e iniciou um boletim meteorológico.

Fruto do mediatismo da televisão, Fernanda Carvalho assume que na rua ou em sítios públicos é chamada por “menina do tempo” e as pessoas metem conversa para saber a previsão do estado do tempo para os próximos dias.

“Logo no início veio [ter comigo] uma família inteira, o pai, a mãe e seis filhos. Ele era pescador e ligava muito frequentemente para a meteorologia para perguntar previsões específicas do mar”, recordou a meteorologista, a poucos dias do Dia Mundial da Meteorologia, que se assinala na segunda-feira, 23 de março.

Segundo disse Fernanda Carvalho, o 'feedback' da experiência televisiva tem sido “muito positivo e gratificante”, apesar de nunca ter sonhado vir a ser apresentadora na televisão.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.