Requalificação da Calheta Pêro de Teive é prioridade para autarca de Ponta Delgada

Requalificação da Calheta Pêro de Teive é prioridade para autarca de Ponta Delgada

 

Lusa/AO online   Regional   2 de Abr de 2018, 20:54

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, assumiu no dia em que se celebram os 472 anos da cidade, o objetivo de resolver até ao final do mandato a requalificação da Calheta Pêro de Teive.

"Temos como ambição futura resolver problemas de mobilidade e, sobretudo, ir acabando com os pontos negros da arquitetura e do urbanismo de Ponta Delgada, desde logo a Calheta de Pêro de Teive, que queremos que tenha solução até ao final deste mandato", adiantou José Manuel Bolieiro, em Ponta Delgada.

O presidente da maior autarquia dos Açores referia-se à requalificação da zona da Calheta de Pêro de Teive, através da demolição das galerias comerciais inacabadas, que ficam localizadas ao lado de um hotel de cinco estrelas, numa zona nobre de Ponta Delgada.

O Governo Regional dos Açores aprovou, em Conselho de Governo, no passado mês de janeiro, o decreto regulamentar regional que permite a suspensão parcial do Plano Diretor Municipal para proceder ao arranque das obras que vão permitir a demolição parcial do projeto existente, inacabado há vários anos.

Na mesma zona prevê-se a criação de um "espaço público de lazer e estadia com zonas verdes e pavimentadas, contemplando ainda a construção de uma unidade turística e uma área comercial", num investimento privado superior a 9,3 milhões de euros.

Para além da resolução desta situação, José Manuel Bolieiro, autarca do PSD, prevê ainda criar novas regras para "valorizar" e "projetar" as lojas tradição da baixa de Ponta Delgada, que têm sido um contributo para a identidade da maior cidade dos Açores.

"Ponta Delgada, proximamente, terá o seu próprio regulamento municipal no sentido de consolidar uma tendência para a preservação e manutenção destas lojas tradição, isto é, eu não me sinto vinculado ao sempre foi assim, pelo contrário, citando Fernando Pessoa, só vivo o que muda, sou favorável à mudança, o que eu quero é valorizar é o que tem valor, o que é medíocre não vale a pena", sublinhou.

O maior município da região organizou hoje uma sessão comemorativa do seu 472.º aniversário de Ponta Delgada, evento em que entregou o "diploma de reconhecimento municipal" a diversas lojas históricas do centro da cidade.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.