Região vai lançar marca "Floresta dos Açores"

Região vai lançar marca "Floresta dos Açores"

 

Lusa/AO online   Regional   25 de Jul de 2014, 15:38

O secretário regional da Agricultura e Ambiente revelou que o executivo açoriano vai lançar, possivelmente em 2015, a marca "Floresta dos Açores", no âmbito da Estratégia Florestal dos Açores (EFA).

 

“Vamos começar a trabalhar já para, o mais rapidamente possível, durante o decurso do próximo ano, termos tudo em condições para certificar os produtos florestais com essa marca”, declarou Luís Neto Viveiros, aos jornalistas, à margem da apresentação da EFA, em Ponta Delgada.

O governante açoriano explicou que a marca "Floresta dos Açores" vai incluir todos os produtos oriundos da fileira florestal regional, para além da madeira criptoméria, tais como a folhagem e produção de mel, bem como outras madeiras.

Luís Neto Viveiros referiu que a EFA, que integrará a Estratégia Nacional para as Florestas, constitui um plano que integra todas as medidas que o executivo entende que devem ser desenvolvidas para valorizar a floresta dos Açores, nas suas diferentes componentes, como a certificação dos produtos como a criptoméria, visando a exportação.

“Pretendemos, com o desenvolvimento dessas medidas, contribuir para a criação de emprego através da exploração de todo o potencial que temos, não esquecendo a preservação do ambiente, implementando todas as cautelas que têm a ver com a exploração deste bem”, declarou.

Luís Neto Viveiros está convicto de que a EFA vai contribuir, para além do desenvolvimento sustentado da floresta, para a competitividade do setor, melhoria da economia açoriana e criação de postos de trabalho.

O governante açoriano referiu, por outro lado, que ao abrigo do novo quadro comunitário 2014-2020, os Açores vão receber 16,6 milhões de euros para o desenvolvimento do setor.

A diretora regional dos Recursos Florestais, declarou, por seu turno, na apresentação da EFA, que esta contempla vários objetivos, designadamente a promoção da certificação da gestão florestal e consequente procura de novos mercados, o aumento da competitividade dos Açores no setor, o incentivo da gestão florestal ativa e, finalmente, a dinâmica do uso múltiplo da floresta.

Anabela Isidro especificou que, neste momento, existem 247 empresários ligados ao setor florestal nos Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.