"PSD e CDS foram penalizados pela política do Governo da República"

"PSD e CDS foram penalizados pela política do Governo da República"

 

Lusa/AO online   Regional   14 de Out de 2012, 22:07

O Bloco de Esquerda considera que os resultados das eleições regionais nos Açores têm "uma leitura nacional" e que "PSD e CDS foram penalizados pela política do Governo da República".

Em declarações à agência Lusa, o deputado bloquista Luís Fazenda realçou que “isso devia fazer pensar o primeiro-ministro, porque hoje ele teve uma primeira de várias derrotas que seguramente vai enfrentar”.

Na leitura do BE, o Orçamento do Estado e “um conjunto de medidas de assalto fiscal” acabaram por “afastar o eleitorado que podia ter votado em Berta Cabral”, candidata a presidente do governo regional pelo PSD, e explicam a “enorme quebra política dos partidos da coligação no governo” central.

O BE, que perdeu um deputado na assembleia legislativa (em relação às eleições de 2008) e será agora representado por apenas um parlamentar, vai “continuar o trabalho de oposição, proposta a proposta, medida a medida”, garante Fazenda.

Com todos os 57 mandatos atribuídos, o PS renovou a maioria absoluta nas eleições regionais açorianas, conseguindo 31 deputados, mais um do que há quatro anos.

O PSD aumentou igualmente a sua votação, elegendo 20 deputados, contra os 18 de 2008. Já o CDS perdeu votos e passou de cinco para três deputados, enquanto a CDU manteve o seu deputado único, tal como o PPM.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.