PS e PSD preveem gastar total de cerca de 1,4 ME na campanha

PS e PSD preveem gastar total de cerca de 1,4 ME na campanha

 

Lusa/AO Online   Regional   6 de Set de 2016, 19:00

Os dois maiores partidos no parlamento dos Açores, PS e PSD, preveem gastar nas eleições legislativas regionais de 16 outubro cerca de 1,4 milhões de euros, uma poupança na ordem de 200 mil euros face ao sufrágio de 2012.

Os orçamentos de campanha para as regionais foram hoje disponibilizados na página da Internet do Tribunal Constitucional pela Entidade das Contas e Financiamentos Políticos, em que constam os documentos remetidos a esta entidade por 11 forças políticas das 13 que apresentaram listas às eleições.

No sufrágio de outubro próximo, o PS, partido maioritário na Assembleia Legislativa Regional, calcula despender 993.245,02 euros (menos cerca de dois mil euros do que o orçamentado para a campanha de 2012), enquanto o PSD, o maior partido na oposição, 450 mil euros (há quatro anos apresentou um orçamento de 651 mil euros).

O CDS, que tem três deputados no parlamento regional, contempla despesas e receitas de 180 mil euros nesta eleição (em 2012 o orçamento dos centristas foi de 146.410 euros) e a CDU 115 mil euros (145 mil euros no sufrágio regional de 2012).

Com orçamentos inferiores a 100 mil euros surge o Bloco de Esquerda (52.800 euros), o Partido Democrático Republicano (35 mil euros), o Partido Popular Monárquico (33 mil euros) e o PCTP-MRPP (23.750 euros).

Os orçamentos de valor mais baixo são o do Partido da Terra (4.500 euros), do Livre (1.100 euros) e o do Movimento Alternativa Socialista. Este último remeteu ao Tribunal Constitucional receitas e despesas de 500 euros.

Parte das forças políticas que concorrem às regionais inclui nas receitas a subvenção estatal, a contribuição do ou dos partidos (caso do PCP e PEV, que concorrem em coligação) e a angariação de fundos.

No caso das despesas contam-se, por exemplo, a conceção de campanhas, estudos de mercado, comícios, espetáculos e brindes, além de custos administrativos e operacionais.

Treze forças políticas apresentaram listas às eleições legislativas regionais dos Açores, mais uma do que em 2012, sendo os círculos de São Miguel e compensação os únicos a que todas se candidatam.

De acordo com a informação disponibilizada hoje pela Gestão da Comarca dos Açores, apresentaram pela primeira vez candidatura às regionais o MAS - Movimento Alternativa Socialista, o Partido Democrático Republicano, o PURP - Partido Unido dos Reformados e Pensionistas e o Livre.

Concorrem também todos os partidos com assento no parlamento regional - PS, PSD, CDS-PP, CDU, Bloco de Esquerda e Partido Popular Monárquico – e ainda o PAN – Pessoas-Animais-Natureza, o Partido da Terra (MPT) e o PCTP-MRPP.

PS, PSD, BE, CDU, PDR, MPT e PAN têm candidaturas em todos os círculos eleitorais, dez no total: nove coincidentes com cada uma das ilhas e um círculo regional de compensação (que junta os votos que não permitiram eleger deputados nos círculos de ilha).

Já o CDS-PP não se apresenta ao Corvo, enquanto o PPM não entregou lista pelo círculo das Flores, onde apoia o cabeça de lista centrista, Paulo Rosa.

O PCTP-MRPP concorre na Terceira, Faial, São Jorge, Santa Maria, Pico, São Miguel e compensação.

Em São Miguel e no círculo de compensação entregaram igualmente listas o PURP e o MAS, duas estreias nas regionais, enquanto o Livre, também uma novidade nestas eleições, soma àqueles dois círculos a candidatura pelo Pico.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.