PS/Açores destaca "sinal claro" de Cordeiro na defesa das aspirações açorianas

PS/Açores destaca "sinal claro" de Cordeiro na defesa das aspirações açorianas

 

Lusa/AO online   Regional   21 de Mai de 2018, 17:31

O líder do grupo parlamentar do PS/Açores destacou o "sinal claro" na defesa das aspirações dos açorianos evidenciado nos discursos oficiais do Dia da Região, nomeadamente pelo presidente do Governo açoriano e pela presidente do parlamento.

“Parece-nos que isso é um sinal claro de firmeza na defesa dos nossos interesses e das nossas aspirações que o Partido Socialista, com certeza na Assembleia, naquilo que for a sua competência, acompanhará, demonstrando que é importante um entendimento com a República, mas também é importante que mantenhamos do nosso lado a firmeza na justiça das nossas convicções”, afirmou André Bradford.

O parlamentar, que é também vice-presidente do PS/Açores, falava em declarações aos jornalistas, após a sessão comemorativa do Dia da Região Autónoma dos Açores, cujas celebrações decorrem na ilha do Pico.

Na altura, e na sua intervenção, o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, anunciou que será apresentado pelo executivo no parlamento da região um texto pedindo a aprovação, para envio para a República, da alteração da lei de bases da gestão do mar.

Vasco Cordeiro disse que, “até ao final do próximo mês de julho, o Governo dos Açores dará entrada no parlamento dos Açores de uma anteproposta de lei de alteração à Lei de Bases do Ordenamento e Gestão do Espaço Marítimo, a qual, uma vez aprovada, deverá ser enviada à Assembleia da República a fim de ser corrigido o que interessa corrigir para salvaguarda do interesse dos Açores e dos açorianos”.

“E o que foi dito pelo senhor presidente do Governo é que há desafios a vencer. E que um deles diz respeito ao futuro do nosso mar e à gestão desse mesmo mar e, portanto, foi nesse enquadramento que o senhor presidente disse que o Governo iria avançar com essa anteproposta”, salientou.

“E, portanto, este é o dia de dizer também isso às pessoas. Dizer isso ao país. Os Açores, naquilo que é a esfera das suas competências e dos seus direitos, não prescindem e o Governo Regional garante que isso não acontecerá”, acrescentou.

Este ano foram distinguidas 38 personalidades e instituições que se destacaram em várias áreas.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.