Programa de Desenvolvimento Rural dos Açores até 2020 com dotação de 340ME

Programa de Desenvolvimento Rural dos Açores até 2020 com dotação de 340ME

 

Lusa/AO Online   Regional   13 de Fev de 2015, 10:44

O Programa de Desenvolvimento Rural dos Açores até 2020 (Prorural+), hoje aprovado pela Comissão Europeia, tem uma dotação global de 340 milhões de euros e tem como principal objetivo aumentar a sustentabilidade do setor agroflorestal no arquipélago.

O Prorural+, relativo ao período de programação orçamental europeu 2014-2020, foi hoje aprovado pela Comissão Europeia e soma 295 milhões de euros do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER) e mais 45 milhões de verbas regionais.

"O principal objetivo é melhorar a sustentabilidade do setor agroflorestal através do aumento da competitividade da produção agrícola local, reforçando ao mesmo tempo a preservação e recuperação ambiental e das paisagens tradicionais", afirma a Comissão Europeia.

Através do Prorural+, os Açores pretendem, até 2020, apoiar a modernização e reestruturação de cerca de mil explorações agrícolas (7% do total que existe na região), proporcionar formação a 1.700 pessoas e promover a renovação geracional dos produtores através do apoio a 187 jovens agricultores.

Por outro lado, e no âmbito da gestão de recursos naturais, a região quer melhorar a utilização dos solos e/ou prevenir a sua erosão, pretendendo abranger o Prorural+ 70 mil hectares com esse objetivo.

Segundo destaca ainda a Comissão Europeia, 7% dos fundos do Programa de Desenvolvimento Rural dos Açores até 2020 destinam-se a iniciativas que visam a criação de 80 novos postos de trabalho e a melhoria das condições de vida das populações rurais.

A promoção da competitividade do setor agrícola e agroindustrial absorve 44% dos fundos do Prorual+, enquanto outros 44% estão destinados à recuperação, preservação e melhoria dos ecossistemas relacionados com a agricultura e as florestas.

Neste último caso, os fundos serão preferencialmente destinados a compensar os agricultores açorianos dos custos adicionais associados à produção regional, por causa das especificidades naturais da região, assim como a apoiar investimentos florestais considerados amigos do ambiente.

Assim, o Prorural+ pretende abranger 23% da área agrícola dos Açores com apoios à biodiversidade, 23% com ajudas à gestão da água e 58% com apoios à gestão de solos.

O Programa de Desenvolvimento Rural dos Açores anterior (Prorual, que terminou em 2013) teve uma dotação de 322 milhões de euros.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.