Presidente da República inaugura novo Radar Meteorológico do Norte

Presidente da República inaugura novo Radar Meteorológico do Norte

 

Lusa/AO Online   Nacional   18 de Fev de 2015, 06:09

O Presidente da República inaugura hoje à tarde, em Arouca, o novo Radar Meteorológico do Norte, que resulta de um investimento de 2,85 milhões de euros e vai assegurar melhor cobertura ao território continental em caso de fenómenos extremos.

O novo equipamento do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) a inaugurar por Aníbal Cavaco Silva ergue-se no Pico da Gralheira, a 1.100 metros de altitude, e foi apetrechado com tecnologia de polarização dupla, que lhe permitirá um desempenho superior ao dos restantes radares da rede nacional, instalados em Loulé e Coruche.

Numa deslocação aos concelhos de Arouca e Anadia, o Presidente da República também vai inaugurar o Centro Escolar de Sangalhos e visitar o Centro de Alto Rendimento de Anadia, onde está previsto realizar uma intervenção.

A seguir ao almoço, Aníbal Cavaco Silva visita a Casa das Pedras Parideiras, na aldeia de Castanheira, em Arouca, seguindo depois para a Serra da Freita, para inaugurar o radar meteorológico.

Sérgio Barbosa, gestor do projeto do IPMA, explicou à Lusa que a tecnologia utilizada possibilitará um melhor serviço de "nowcasting", isto é, a emissão de diagnósticos meteorológicos mais imediatos, para maior "qualidade e antecedência dos avisos de tempo severo e maior segurança das populações perante catástrofes naturais".

A exploração operacional do novo radar deverá ter início ainda no primeiro trimestre de 2015 e será controlada remotamente, a partir da sede do IPMA em Lisboa, pelo que a estrutura dispensará presença humana nessa tarefa, exceto em contexto de manutenção do sistema.

Apesar disso, na torre de 47 metros de altura são esperados visitantes regulares, já que, numa parceria entre o IPMA e a Câmara Municipal de Arouca, o varandim do 10.º piso estará aberto ao público escolar e a grupos turísticos.

O acesso à torre implicará sempre reserva prévia junto da Associação do Geoparque de Arouca e irá facilitar a observação do território geológico envolvente, mas Sérgio Barbosa informou que, para o futuro, também está previsto para o local um núcleo museológico alusivo à meteorologia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.