Pestana Hotel Group inaugura primeiro hotel nos Açores após investimento de 8ME

Pestana Hotel Group inaugura primeiro hotel nos Açores após investimento de 8ME

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Jun de 2016, 15:51

O primeiro hotel do Pestana Hotel Group nos Açores foi hoje inaugurado, representando um investimento de oito milhões de euros na remodelação e aquisição da unidade que reabriu há três semanas com esta insígnia.

 

A unidade, no concelho de Vila Franca do Campo, ilha de São Miguel, denominada Pestana Bahia Hotel, é a 88.ª do Pestana Hotel Group (PHG), o maior grupo hoteleiro português e que está presente em 16 países.

Na cerimónia, Paulo Prada, do Conselho de Administração do PHG, afirmou que se “encontra à procura de novos destinos para investir”, adiantando que o grupo conta passar dos atuais “10.500 quartos hoteleiros para 13 mil quartos a curto prazo”.

Paulo Prada referiu que este mês vai abrir uma unidade no Funchal, Madeira, e em julho uma outra em Lisboa, “ambas no âmbito da parceria” com o jogador de futebol Cristiano Ronaldo “para a construção de quatro Pestana CR7”.

O responsável acrescentou que nos próximos dois anos vão abrir hotéis em Madrid, Amesterdão, Nova Iorque, Newark e Marraquexe, “a par de outras unidades a abrir em Portugal”.

“Já cá estávamos nos Açores com a marca Pousadas de Portugal, mas não podíamos deixar de ter aqui a nossa bandeira”, continuou Paulo Prada, explicando que a aquisição desta unidade foi feita antes da liberalização do transporte aéreo e justificando a presença do grupo no arquipélago por acreditar nas suas “potencialidades e atributos”.

O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, destacou a “requalificação de uma unidade hoteleira de referência” no arquipélago, considerando que “marca, também, este processo que o turismo dos Açores tem percorrido”.

“O momento que vive o turismo dos Açores é de grande dinamismo e pujança”, realçou o governante, apontando aumentos nos indicadores dos proveitos ou dormidas.

Para Vasco Cordeiro, apesar destes números “agradáveis”, há desafios, disse, exemplificando com a qualidade do turismo, a sustentabilidade e a capacidade de alargar a todas as ilhas esta dinâmica de crescimento.

Aos jornalistas, o presidente do grupo Pestana, Dionísio Pestana, garantiu que a presença nos Açores "não é para ficar com um hotel, é para começar, criar bases, criar raízes e crescer com o mercado".

"Haja mercado, o grupo Pestana não vai perder a oportunidade", assegurou Dionísio Pestana.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.