Assembleia Regional

Organismos geneticamente modificados e RTP/Açores dominam plenário

Organismos geneticamente modificados e RTP/Açores dominam plenário

 

Lusa/AO online   Regional   7 de Mai de 2012, 18:58

A Assembleia Legislativa dos Açores vai apreciar na sessão plenária de maio, que começa terça-feira, três iniciativas legislativas relacionadas com a utilização de produtos geneticamente modificados no arquipélago, visando todas a sua proibição.

A agenda definida pela Conferência de Líderes prevê que os deputados regionais apreciem em plenário uma petição, um projeto de resolução do PCP e uma proposta de decreto regional da autoria do governo relacionados com esta matéria.

A petição e o projeto de resolução defendem claramente a "proibição" e "interdição" do cultivo de organismos geneticamente modificados no arquipélago dos Açores, tendo o executivo regional, na sequência destas iniciativas, decidido apresentar uma proposta de decreto regional para "regular" a utilização de organismos geneticamente modificados e seus "derivados", também com a intenção de os banir do arquipélago.

Esta posição do Governo dos Açores suscitou, no final de 2011, uma posição de desagrado por parte do embaixador dos EUA em Lisboa, Allan Katz, que apelou a que fosse reconsiderada a intenção do executivo, no que algumas forças políticas entenderam ser uma "pressão diplomática" inaceitável.

Os 57 deputados regionais açorianos vão também votar uma proposta apresentada pelo deputado do PPM, Paulo Estevão, que contesta o alegado esvaziamento da RTP/Açores, resultante da concentração da emissão diária em apenas algumas horas.

A taxa de combustível nas ligações aéreas entre os Açores e o continente, o empréstimo de manuais escolares e a Conta da Região relativa a 2010 são outros temas em destaque no plenário de maio da Assembleia Legislativa dos Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.