Operação sazonal da empresa Atlânticoline começa a 18 de maio

Operação sazonal da empresa Atlânticoline começa a 18 de maio

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   7 de Abr de 2017, 16:16

A empresa pública Atlânticoline, de transporte marítimo de passageiros e viaturas nos Açores, inicia a 18 de maio a operação sazonal, com dois navios que substituem os inicialmente previstos, uma alteração sem aumento de encargos.

 

“A operação sazonal arranca a 18 de maio como estava programado. Nesta matéria não há alteração, o que houve foi uma alteração relativamente aos navios que vamos utilizar”, afirmou à agência Lusa o presidente do concelho de administração da Atlânticoline, Carlos Faias, acrescentando que a operação sazonal só termina a 24 de setembro.

Inicialmente a operação sazonal 2017 da Atlânticoline iria decorrer com as embarcações “Mobby Love” e “Kalli P”, mas, “por desistência da entidade fornecedora”, a empresa pública teve de voltar recentemente ao mercado para encontrar “novos navios de alta velocidade”.

“Os navios que tínhamos escolhido, que resultaram de um procedimento de consulta ao mercado, respeitando determinados critérios de seleção, designadamente a proposta que se apresentou economicamente mais vantajosa, veio a resultar numa desistência”, reconheceu o responsável.

Carlos Faias revelou, no entanto, que já foram encontradas duas embarcações para garantir a operação sazonal e que “esta substituição não implicará aumento de encargos para a região”.

Segundo disse o presidente do Conselho de Administração da Atlânticoline, o transporte marítimo de passageiros e viaturas entre as ilhas será feito este verão com as embarcações “Master Jet” [construído em 1991] e “Mega Jet” [construído em 1995], que têm uma capacidade para transporte de viaturas “muito semelhante à operação do ano anterior”.

“São navios com capacidade para transportar mais de 600 passageiros, cujos níveis de conforto e qualidade são até superiores e respondem aos requisitos no âmbito do contrato de prestação de serviço público que assinámos com a região”, destacou Carlos Faias.

Questionado sobre o valor do investimento, o presidente do Conselho de Administração da Atlânticoline disse apenas que “são próximos daquilo que já houve noutras operações”.

Em 2016, a Atlânticoline anunciou um investimento de 5,6 milhões de euros para fretar dois navios, “Express Santorini” e “Alkioni”, para a operação sazonal, que decorreu entre 28 de abril e 25 de setembro.

O transporte marítimo sazonal de passageiros e viaturas prestado pela Atlânticoline permite ligar oito das nove ilhas, com exceção do Corvo.

Da frota da empresa pública fazem parte a lancha “Ariel”, que liga as ilhas das Flores e Corvo, “Gilberto Mariano”, “Mestre Simão”, “Cruzeiro das Ilhas” e “Cruzeiro do Canal”, que operam entre o Faial, Pico e São Jorge.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.