Nova escola da Ribeira Grande, Açores, custou 18 ME e alberga 1.100 alunos

Nova escola da Ribeira Grande, Açores, custou 18 ME e alberga 1.100 alunos

 

Lusa/AO Online   Regional   14 de Set de 2016, 16:47

A nova escola da Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, investimento de 18 milhões de euros hoje inaugurado pelo presidente do Governo dos Açores, vai albergar 1.100 alunos do pré-escolar ao 2.º ciclo.

Na cerimónia, Vasco Cordeiro salientou que com esta obra é “cumprido mais um compromisso do Governo dos Açores” na área da Educação, juntando-se a outras que neste concelho e nesta legislatura ascenderam a cerca de 70 milhões de euros de investimento público, contabilizados os investimentos concluídos, em execução ou na fase de contratação.

No discurso, Vasco Cordeiro destacou a importância do “Prosucesso”, plano integrado de promoção do sucesso escolar, salientando que o êxito desta iniciativa, que vai agora para o segundo ano de implementação, “depende de todos”, naquele que “deve ser um desígnio da região no seu todo”.

“O Governo dos Açores está fortemente empenhado nesta luta por uma melhor Educação, como se comprova por termos sido a primeira região do país a implementar um plano integrado de promoção do sucesso escolar, evitando a dispersão de recursos e de energia, e assumindo que este desígnio será ganho se as metas forem comuns, se houver apoio e formação para os profissionais e se a mobilização abarcar toda a comunidade educativa”, adiantou.

O chefe do executivo açoriano adiantou que as taxas de transição e conclusão nos ensinos básico e secundário “têm vindo progressivamente a subir”, representando, a título de exemplo, 94,2% no 1.º ciclo e 75,9% no secundário.

Já a taxa de retenção tem diminuído, “representando uma redução de quase 60% no número de alunos no 1.º ciclo, de mais de 23% no 2.º ciclo, de cerca de 20% no 3.º ciclo e 5% no secundário”, acrescentou.

“Se uma redução da taxa de retenção de quase 60% no 1.º ciclo é motivo de ânimo e encorajamento, também é importante reconhecer que uma diminuição de apenas 5% no secundário nos incentiva a continuar esse caminho de forma cada vez mais efetiva”, afirmou o presidente do Governo Regional.

Vasco Cordeiro realçou ainda os dados do abandono escolar precoce, assinalando que em 2011 se situava quase em 44% e no último ano letivo em 29%, para constatar que a estratégia seguida tem produzido "resultados meritórios".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.