Museu de Santa Maria vai ter novo polo e integrar antiga torre do aeroporto

Museu de Santa Maria vai ter novo polo e integrar antiga torre do aeroporto

 

Lusa/AO Online   Regional   5 de Mai de 2015, 17:31

O museu da ilha de Santa Maria vai ter três polos: a sede em Santo Espírito, um novo edifício em Vila do Porto e a antiga torre de controlo do aeroporto, que será recuperada, foi hoje anunciado.

O museu funciona atualmente num edifício que resultou da adaptação de casas antigas no centro da freguesia de Santo Espírito, com uma exposição que se centra, justamente, na casa tradicional de Santa Maria e em produções típicas da ilha, como o barro.

Foi neste local que foi hoje apresentado o projeto do novo polo do museu que vai ser construído no centro histórico de Vila do Porto.

O concurso para esta empreitada, no valor de 1,8 milhões de euros, foi aprovado pelo Conselho do Governo Regional dos Açores que se reuniu na segunda-feira à noite, sendo o prazo de execução da obra um ano após o início dos trabalhos, revelou hoje o presidente do executivo, Vasco Cordeiro, à margem da apresentação do projeto.

O terceiro polo do museu de Santa Maria será a antiga torre de controlo do aeroporto, que vai ser recuperada e musealizada em cooperação com a ANA-Aeroportos.

Segundo revelou o secretário regional da Cultura, Avelino Meneses, na segunda-feira, o projeto para a antiga torre de controlo deverá ser apresentado até final de setembro.

O novo polo do museu, em Vila do Porto, vai centrar-se na história de Santa Maria iniciada com o povoamento e articular-se-á com a Casa dos Fósseis, cuja primeira pedra foi lançada hoje e se centra no património paleontológico e na história geológica da ilha, a mais antiga dos Açores.

Já a antiga torre de controlo será dedicada à história da aviação em Santa Maria, que marcou a sua história contemporânea.

O Governo Regional dos Açores termina hoje a sua visita anual a Santa Maria, durante a qual foi ainda apresentado, na segunda-feira, o estudo prévio do projeto de recuperação do cinema construído durante a segunda guerra mundial pela Força Aérea dos Estados Unidos na ilha, onde os norte-americanos mantiveram uma base militar durante alguns anos, antes de terem ido para as Lajes, na Terceira, no início da década de 1950.

Vasco Cordeiro destacou hoje todos estes projetos e afirmou que se trata de "transformar estes espaços não apenas em espaços de preservação da memória" e da história de Santa Maria e dos Açores, mas sobretudo em "impulsionadores do aproveitamento futuro dessa mesma memória para a criação de desenvolvimento e de riqueza", através do turismo, por exemplo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.