Marinha recupera material militar afundado

Marinha recupera material militar afundado

 

Ana Carvalho Melo   Regional   13 de Jul de 2015, 23:35

A equipa de mergulhadores do Destacamento de Guerra de Minas da Marinha removeu no domingo uma caixa de armazenamento de material militar afundada a cerca de 150 metros do porto das Velas em São Jorge.

Segundo uma nota da Marinha, os mergulhadores foram empenhados na sequência da informação transmitida à Polícia Marítima da Horta pelo mestre da embarcação de recreio “Marlin”, que havia recolhido duas caixas de alumínio, com inscrições de cariz militar, junto à fajã João Dias, na costa sul de S. Jorge, tendo-as rebocado, para o porto.
Quando a embarcação se encontrava à entrada do porto, uma das caixas afundou-se, sem que fosse possível verificar o que se encontrava no seu interior, tendo-se considerado material de elevada perigosidade face às inscrições no exterior da caixa.
A equipa de mergulhadores que se encontrava em S. Miguel a participar no exercício REP15, foi transportada para o porto das Velas de S. Jorge pela corveta João Roby, onde chegou na manhã de domingo.
Nas Velas, e com a corveta João Roby em apoio às operações, o Destacamento de Guerra de Minas iniciou as buscas pela caixa afundada com recurso a um Veículo Autónomo Submarino (AUV) Seacon, que detetou um objeto coincidente com as dimensões e características da caixa, a cerca de 150 metros da raiz do molhe leste do porto das Velas. O objeto foi observado mais pormenorizadamente por um veículo submarino de controlo remoto (ROV) que confirmou tratar-se da caixa desaparecida.
Os mergulhadores sapadores identificaram a caixa como sendo uma caixa de transporte de míssil Seasparrow vazia, tendo-a recolhido para bordo da corveta João Roby.
As caixas serão agora transportadas pela corveta para o Depósito de Munições da Marinha onde serão analisadas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.