Margem para um tsunami é nula dado o atual quadro sísmico em São Miguel

Margem para um tsunami é nula dado o atual quadro sísmico em São Miguel

 

Miguel Bettencourt Mota   Regional   12 de Fev de 2018, 15:39

É impossível que seja gerado um tsunami nos Açores, dado o atual quadro sísmico registado pelos sistemas de monitorização em São Miguel.




A maior ilha do arquipélago está a vivenciar uma crise sísmica, é certo, mas os vários sismos registados - todos em terra - nunca ultrapassaram uma magnitude de 3,6 na escala de Richter.

O geólogo Paulo Borges, também professor da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade dos Açores, explicou que, pese embora o facto de a Região ser "tsunamogénica" - com potencial para gerar um tsunami ou ser afetada por um - não será possível o fenómeno ocorrer, por força da natureza dos sismos registados até então.

"Os Açores reúnem condições para gerar tsunamis. Essas condições derivam dos sismos, mas é preciso que tenham um epicentro no mar (...) e uma magnitude superior a 6,5 [na escala de Richter]", aclarou em declarações ao Açoriano Oriental

Ainda assim, e desde o seu povoamento, a Região já registou "29 tsunamis", deu conta o investigador, que fez parte de uma equipa que elaborou um catálogo científico sobre os tsunamis históricos no arquipélago. 



 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.