China

Mais de 3200 condenados por "actividades mafiosas" em 2009


 

Lusa / AO online   Internacional   11 de Mar de 2010, 14:54

O número de pessoas condenadas na China por envolvimento em “organizações mafiosas” aumentou 16,6 por cento em 2009, para 3231, e oito altos funcionários de nível ministerial foram acusados de corrupção, revelaram hoje os principais magistrados chineses.
Os dois números constam dos relatórios apresentados à Assembleia Nacional Popular chinesa pelos presidentes do Supremo Tribunal Popular e pelo Procurador-geral, Wang Shengjun e Cao Jianming, respectivamente

Entre os quadros acusados de corrupção figura um ex-presidente do próprio Supremo Tribunal.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.