Madeira e Açores com maior índice de mortes devido a problemas respiratórios da UE


 

LUSA/AO online   Regional   7 de Out de 2014, 19:32

As regiões da Madeira e dos Açores registaram entre 2008 e 2010 o maior índice de mortes devido a problemas respiratórios da União Europeia, segundo o anuário regional de 2014 do Eurostat divulgado hoje

A Região Autónoma da Madeira surge na liderança, com 294,6 mortes por cada 100 mil habitantes, de acordo com o anuário apresentado em Bruxelas por Gunter Schäfer, responsável da área de estatísticas e informação geográfica daquela autoridade estatística da União Europeia.

Logo depois surge na lista os Açores, com 195,8 mortes por 100 mil habitantes, registando-se em ambas as regiões elevados níveis de pneumonia e bronquite crónica e aguda, segundo o anuário regional.

O documento mostra ainda que Portugal continental também apresenta elevados índices de mortes por problemas respiratórios, com valores iguais ou superiores a 115 mortes, com exceção das regiões de Lisboa e Setúbal, enquanto a média na União Europeia é de 85,3 mortes.

O anuário refere ainda que as mortes por problemas respiratórios são quase o dobro nos homens em relação às mulheres, sendo este dado mais expressivo nos casos da Madeira e dos Açores.

Os dados foram divulgados no âmbito dos Open Days – Semana Europeia das Cidades e Regiões.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.