Investigação científica no mar dos Açores vai continuar a usar navio "antigo" e com "limitações"

Investigação científica no mar dos Açores vai continuar a usar navio "antigo" e com "limitações"

 

Lusa/AO online   Regional   5 de Ago de 2014, 19:46

A investigação científica nos mares dos Açores vai continuar a ser feita com o navio "Arquipélago", que apesar de "antigo" e de ter "algumas limitações", é uma "plataforma muito importante" para diversos projetos, disse hoje o secretário regional do Mar

O novo secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Fausto Brito e Abreu, visitou hoje o navio de investigação, gerido pelo Instituto do Mar (IMAR, do Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores), que está atracado no porto da Horta, na ilha do Faial, e explicou que, apesar das "limitações", a região vai continuar a apostar neste meio operacional.

"É um navio antigo. Tem algumas limitações relativamente a algumas técnicas que hoje em dia estão disponíveis, como o uso de submarinos com controlo remoto. É um navio relativamente pequeno, que tem também algumas limitações operacionais", admitiu o governante.

Fausto Brito e Abreu lembrou que, no entanto, a embarcação, que está serviço do IMAR desde 1993, continua a ter um papel fundamental no cumprimento de missões científicas, no que diz respeito à gestão das pescas e dos 'stocks' pesqueiros.

"Também é uma plataforma de investigação científica muito importante para uma série de projetos que estão a decorrer com a Universidade dos Açores, através do Departamento de Oceanografia e Pescas, e para projetos de investigadores estrangeiros que se deslocam aos Açores", recordou.

O secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia garantiu, no entanto, que o Governo dos Açores estará "atento" às necessidades dos investigadores açorianos, e que estará "alerta" para a possibilidade de melhorias no futuro.

O navio "Arquipélago" tem 25 metros de comprimento e encontra-se ao serviço Departamento de Oceanografia e Pescas desde 1993, tendo sido usado "extensivamente" em programas de investigação no Atlântico Nordeste (Açores, Madeira).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.