Governo mantém esperança que Estados Unidos cedam radar nos Açores

Governo mantém esperança que Estados Unidos cedam radar nos Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   22 de Jul de 2016, 16:22

A ministra do Mar disse hoje manter a esperança de que os Estados Unidos da América (EUA) cedam a Portugal o único radar meteorológico existente nos Açores, garantindo haver orçamento para a melhoria e atualização do equipamento.

 

“Se os americanos nos cederem o radar, nós estamos em condições orçamentais de fazer já a melhoria e a atualização imediata. Não perdi a esperança de que isso possa acontecer”, afirmou Ana Paula Vitorino, à margem da conferência "Política Marítima Integrada – Balanço e Desafios Futuros", que decorre na Horta, ilha do Faial.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) recebeu a 20 de abril uma carta do Departamento de Defesa dos EUA a informar que o único radar meteorológico da região, instalado na base das Lajes, na ilha Terceira, e propriedade norte-americana, iria ser desativado.

Agora, o IPMA teve conhecimento, igualmente por carta, da “intenção dos Estados Unidos da América em desmantelar o radar e levar as peças”, afirmou hoje à agência Lusa Diamantino Henriques, diretor da Delegação dos Açores do IPMA, referindo que tal deverá suceder “certamente este ano”.

Também hoje, o presidente do Governo dos Açores defendeu a necessidade de acelerar a instalação do radar meteorológico previsto para a região, na sequência da intenção EUA de desmantelar o único equipamento destes no arquipélago.

“É preciso tomar outras providências alternativas, acelerar ao máximo possível a instalação, quer daquele que já está previsto, quer dos outros radares meteorológicos na região”, declarou Vasco Cordeiro, na Ajuda da Bretanha, concelho de Ponta Delgada, ao ser questionado sobre aquela possibilidade.

Quanto ao radar que o Executivo nacional pretende instalar na ilha de São Miguel, Ana Paula Vitoriano adiantou que já foram identificados três possíveis locais que, “neste momento, estão a ser analisados tecnicamente entre os serviços do IPMA e dos serviços da Região Autónoma dos Açores”.

Sem se comprometer com prazos para a instalação do radar na maior ilha do arquipélago, a governante assegurou que este processo está a ser alvo de “um trabalho intensíssimo” entre os governos nacional e regional para a sua concretização.

A ministra do Mar disse, ainda, que se trata de um “projeto prioritário” e para o qual “existe cobertura orçamental”.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.