Governo mantém aposta na construção e reabilitação do parque escolar

Governo mantém aposta na construção e reabilitação do parque escolar

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   22 de Fev de 2017, 14:12

O secretário da Educação e Cultura dos Açores, Avelino Meneses, destacou a aposta do Governo Regional na construção e reabilitação do parque escolar do arquipélago.

 

"Prosseguiremos com o programa de construções para que o parque escolar regional se complete", afirmou Avelino Meneses, dando como exemplo as intervenções nas escolas da Calheta, ilha de São Jorge, e Canto da Maia e Capelas, ambas na ilha de São Miguel.

O governante, que foi hoje ouvido na Comissão de Assuntos Sociais do parlamento dos Açores, na Horta, ilha do Faial, sobre as propostas de Plano e Orçamento para 2017, salientou os investimentos efetuados pelo executivo socialista em matéria de infraestruturas escolares.

Avelino Meneses adiantou que, além da aposta na construção de novas escolas, o Governo Regional tem demonstrado também uma "sensibilidade maior" em relação à manutenção e conservação de edifícios escolares, alguns dos quais já exigem intervenções mais profundas.

"Ainda em matéria de Educação, há um reforço da Ação Social Escolar, que vem aumentando nos últimos dois anos (de nove para dez milhões de euros), para acudir mais facilmente às carências daqueles que efetivamente mais precisam", referiu o governante.

Na área da Cultura, Avelino Meneses declarou que, depois da concluída a rede regional de museus, o objetivo do executivo açoriano é "completar a construção de uma unidade museológica de qualidade em cada uma das ilhas", mas assegurando a manutenção das verbas destinadas à promoção deste setor.

Quanto ao Desporto, área sob a tutela da Secretaria Regional da Educação e Cultura, o governante destacou o reforço de verbas inscritas na proposta para este ano, onde se inclui a conclusão das obras do pavilhão de judo de São Jorge e do polidesportivo de Santo Espírito, em Santa Maria.

"Nesta área, nós temos um reforço de verba em 2017 comparativamente a 2016, o que diz bem da importância que o Governo dos Açores atribui à matéria desportiva", destacou o secretário regional, considerando que para a União Europeia o desporto à uma "prioridade negativa".

Confrontado com a existência de uma petição, criada na ilha das Flores, contra a intenção do Governo Regional de alterar a periodicidade dos concursos de colocação de professores, que vão passar a ser anuais, Avelino Meneses minimizou o assunto.

"Creio que esse episódio, que surgiu esporadicamente nas Flores, é um receio que não se justifica neste momento", sublinhou o governante, assinalando que quando há alguns anos o executivo regional optou pela obrigatoriedade de permanência dos professores durante três anos na escola de colocação foi "porque havia dificuldade de deslocar docentes para as ilhas mais periféricas, o que atualmente já não acontece".

Apesar disso, o secretário da Educação comprometeu-se a encontrar uma forma de acautelar a eventual "instabilidade" que a periodicidade dos concursos poderá gerar em escolas e ilhas mais isoladas, através da criação de "mecanismos para atrair docentes".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.