Governo dos Açores lamenta que não esteja "já resolvida" situação dos centros da RTP

Governo dos Açores lamenta que não esteja "já resolvida" situação dos centros da RTP

 

Lusa/AO Online   Regional   26 de Jun de 2013, 07:23

O Governo dos Açores lamentou que a situação dos centros regionais da RTP não esteja "já resolvida no âmbito da proposta para um novo contrato de serviço público" e não ter tido "a oportunidade" de conhecer este documento.

 

"Não temos conhecimento, achamos que devíamos ter, mas não nos foi dada essa oportunidade", afirmou o presidente do Governo açoriano, Vasco Cordeiro, em declarações aos jornalistas em Ponta Delgada.

Vasco Cordeiro referia-se à proposta para um novo contrato de serviço público de rádio e televisão enviada pela RTP ao ministro com a tutela da comunicação social, Miguel Poiares Maduro.

"O Governo dos Açores considera que teria sido útil que a situação dos Centros Regionais da RTP estivesse já resolvida no âmbito da proposta para um novo contrato de serviço público de televisão e rádio hoje entregue ao ministro da tutela. Essa incerteza não contribui para o próprio funcionamento da RTP/Açores", acrescentou à Lusa fonte da presidência do executivo regional.

O presidente do Governo Regional revelou, por outro lado, que tem agendada uma reunião com Poiares Maduro para "meados de julho" para abordar o futuro da RTP e da RDP/Açores, depois de um "compasso de espera" nas negociações entre as duas partes, na sequência da saída de Miguel Relvas do executivo da República.

Vasco Cordeiro reiterou que o objetivo da região nesta matéria "não é apenas garantir a existência" da RDP e da RTP/Açores, "mas fazê-lo aproveitando todo o potencial que quer uma quer outra têm para apresentar".

O Governo dos Açores, acrescentou, espera "abordar de forma mais detalhada" estas questões na reunião de julho com Poiares Maduro e "também perceber qual a orientação que passa agora a vigorar em relação à RTP e RDP Açores".

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.