Excesso de informação pode pôr em risco a 'descoberta' dos Açores

Carregando o video...

 

Rui Jorge Cabral   Regional   11 de Nov de 2015, 18:00

A sensação de novidade e 'descoberta' de um destino é a que os turistas mais apreciam. Esta é uma característica associada aos locais mais remotos e que ajuda a explicar o interesse recente dos turistas por outras ilhas dos Açores menos exploradas que São Miguel, como é o caso do Pico. Mas essa sensação de descoberta também pode ser posta em risco pelo excesso de informação.

"Uma das coisas que os turistas apreciam é o poderem descobrir eles próprios sítios únicos e acho que a informação excessiva e exaustiva sobre os Açores, que cobre praticamente tudo o que existe, não é positiva”, afirmou hoje o presidente do Observatório do Turismo dos Açores (OTA), Carlos Santos, que falava da ‘explosão’ da comunicação online durante a conferência “Crescer com o novo turismo nos Açores”, organizada pela Unicre.

A Unicre é uma empresa especializada na emissão e gestão de cartões de pagamento e na comercialização das mais modernas soluções tecnológicas de aceitação de pagamentos por via eletrónica, através da sua marca, a Redunicre, que ontem apresentou e divulgou os seus produtos aos agentes económicos e financeiros, numa altura em que a facilidade de pagamento pode fazer a diferença entre atrair ou perder turistas. *

 

*Leia a reportagem completa e conheça as principais conclusões de um estudo sobre a avaliação nos canais online de viagens que os turistas fazem dos Açores no jornal Açoriano Oriental de quinta-feira, 12 de novembro de 2015.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.