Ex-trabalhadores da COFACO manifestam-se por majorações no subsídio de desemprego

Ex-trabalhadores da COFACO manifestam-se por majorações no subsídio de desemprego

 

Lusa/AO online   Regional   19 de Abr de 2018, 19:20

Cerca de meia centena de ex-trabalhadores da fábrica de conservas da COFACO, na ilha do Pico, manifestaram-se esta quinta-feira junto ao parlamento dos Açores para exigir a majoração dos subsídios de desemprego.

"Fazia todo o sentido as majorações no tempo e no valor para estes funcionários porque vão ter uma perca total, ao fim de seis meses de subsídios de desemprego, de aproximadamente 40% do seu vencimento, o que é um rombo na economia da ilha", justificou Sérgio Gonçalves, dirigente sindical, em declarações aos jornalistas.

Em causa estão cerca de 160 trabalhadores que laboravam na fábrica de conservas da COFACO, na Madalena do Pico, que a administração da conserveira decidiu lançar no desemprego, provisoriamente, enquanto uma nova empresa, gerida pelo mesmo grupo financeiro, irá construir uma nova unidade fabril, no mesmo local.

"Eu tenho a garantia da empresa de que a COFACO vai construir a nova unidade fabril", assegurou o secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Gui Menezes, em conversa com os trabalhadores, no exterior do parlamento regional.

O governante adiantou que o projeto da nova fábrica "já foi avaliado" e que o Governo solicitou informações complementares à empresa, com vista à aprovação de apoios comunitários, ao passo que a Câmara Municipal da Madalena do Pico, já está a apreciar o projeto para que possa aprovar os respetivos licenciamentos.

Mas Victor Silva, coordenador regional do PCP/Açores, não ficou satisfeito com as declarações daquele membro do Governo e ressalvou que, nestes casos, "não bastam palavras, são precisos atos".

"É preciso passar da teoria a prática, e traduzir estas palavras bonitas e iniciativas concretas, para beneficiar as pessoas", insistiu o dirigente comunista, recordando que foi o PCP quem apresentou na Assembleia da República, uma proposta concreta para que sejam majorados os subsídios de desemprego e os abonos de famílias dos trabalhadores despedimentos pela COFACO na ilha do Pico.

Tal como o PCP, também os deputados dos restantes partidos com assento parlamentar (PS, PSD, CDS, BE e PPM), receberam os ex-trabalhadores, que se manifestaram, de forma ordeira, no exterior do parlamento.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.