Espetáculo no Teatro Micaelense dá a conhecer viola da terra

Espetáculo no Teatro Micaelense dá a conhecer viola da terra

 

Lusa/AO online   Cultura e Social   5 de Jan de 2015, 16:34

Várias vertentes, algumas delas inéditas, da tradicional viola da terra açoriana vão ser dadas a conhecer ao público num espetáculo agendado para o dia 17 de janeiro para o Teatro Micaelense, revelou a organização do evento.

 

“Queremos surpreender. Vamos ter não só coisas inéditas. Vamos também mostrar aquilo que é a raiz e origem da nossa viola, mas também atualizar e mostrar que com base na viola podemos ter um espetáculo em qualquer sítio”, afirmou o músico e professor de viola da terra Rafael Carvalho, em declarações à agência Lusa.

O espetáculo “A Viola que nos toca” é uma organização da Associação de Juventude Viola da Terra, com direção musical de Rafael Carvalho, numa coprodução com o Teatro Micaelense (Ponta Delgada), e apoio da Direção Regional da Cultura.

A viola da terra, que produz um "som característico proveniente do encordoamento de 12 cordas", também é conhecida como viola de arame ou viola de dois corações, sendo semelhante ao violão, mas de dimensões mais pequenas.

Rafael Carvalho adiantou que fazem parte do espetáculo “momentos inéditos” de conjugação da viola da terra com outros instrumentos, como o piano e o violão, bem como a demonstração das potencialidades harmónicas e melódicas deste instrumento.

Segundo disse o músico, a viola da terra será acompanhada pela pianista Ana Paula Andrade em dois temas, pela precursão e projeção de vídeo.

Durante o concerto será recordado todo o historial associado à viola da terra nas ilhas, desde o tocador solitário ao impulso dado no convívio em “balhos”, grupos folclóricos ou grupos de vozes que animam o Natal ou o Espírito Santo.

“Podíamos ter ainda outras coisas. Temos escolas de violas, temos outros grupos a tratar a viola da terra de forma diferente e acarinhada. Podíamos ter mais um ou dois espetáculos do género”, afirmou Rafael Carvalho, acrescentando que este primeiro concerto poderá ser replicado noutros sítios e noutras ilhas dos Açores.

A viola da terra, que durante anos caiu em desuso devido à concorrência de outros instrumentos, voltou a estar na moda, com vários jovens interessados em aprender a tocar este instrumento tradicional quer nas escolas de música criadas para o efeito, quer nas aulas do Conservatório Regional de Ponta Delgada.

No passado, a viola da terra fazia parte do dote do noivo e o seu lugar na casa durante o dia era em cima de uma colcha axadrezada, como adorno do quarto do casal.

A viola da terra tem sido, desde o povoamento do arquipélago, o grande instrumento de união social, assumindo um lugar de destaque nos festejos, bailes, cantorias e serões, ainda que tenha um papel diferente de acordo com as características próprias de cada comunidade.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.