Edifício do primeiro hotel cinco estrelas nos Açores à venda por 380 mil euros

Edifício do primeiro hotel cinco estrelas nos Açores à venda por 380 mil euros

 

LUSA/AO online   Economia   24 de Ago de 2015, 16:14

O edifício do antigo hotel Monte Palace, o primeiro de cinco estrelas dos Açores, nas Sete Cidades, ilha de S. Miguel, está novamente à venda por pouco mais de 380 mil euros, sendo que já há investidores interessados

O agente mediador, Roberto Câmara, adiantou à agência Lusa que o imóvel "está à venda há mais de um mês" por 380.350 mil euros e “já despertou o interesse de vários investidores”.

O anúncio de venda, publicado no OLX e Imovirtual, destaca que se trata de um imóvel “para recuperação”, com uma área útil de mais de 507 mil metros quadrados, localizado junto ao miradouro da Vista do Rei, sobranceiro à lagoa das Sete Cidades.

O hotel Monte Palace, propriedade do BANIF na sequência de uma penhora ao Grupo SIRAM, foi inaugurado em 1989 na ilha de S. Miguel e empregava mais de cem pessoas, mas fechou pouco tempo depois por falta de lucro.

O edifício de cinco pisos tinha dois restaurantes, três salas de conferência, uma discoteca, uma loja, 88 quartos, 52 suites juniores, 27 quartos duplos, quatro quartos duplos com saleta, quatro suites de luxo e uma suite presidencial.

Roberto Câmara referiu que o antigo hotel já esteve “várias vezes à venda”, mas o negócio nunca se concretizou por “erros processuais”, sendo que agora “volta a haver interessados, até porque os Açores estão na moda”.

O hotel, que até 2010 teve segurança em permanência, ficou posteriormente ao abandono e foi vandalizado e saqueado.

Paulo Viveiros, antigo funcionário do hotel, adiantou à Lusa que “nos dois restaurantes havia talheres de prata, copos de cristais e guardanapos de pano bordados” e quer “as paredes eram forradas com tecido francês e a discoteca Chamarrita era muito frequentada por hóspedes e residentes na ilha”.

“Era um hotel muito luxuoso para a época. Não havia paralelo nos Açores”, afirmou Paulo Viveiros, que recordou que chegaram a estar hospedados no hotel atores e outras personalidades que pernoitavam em S. Miguel vindos em voos de jacto privado entre continentes”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.