Doze forças políticas concorrem às regionais de outubro

Doze forças políticas concorrem às regionais de outubro

 

LUSA / Ao online   Regional   5 de Set de 2012, 17:07

Um total de 12 forças políticas apresentaram listas candidatas às eleições regionais nos Açores, agendadas para 14 de outubro, onde 225.211 eleitores vão eleger 57 deputados para a Assembleia Legislativa.

A lista divulgada pelo Tribunal Constitucional inclui o PS, que venceu as regionais de 2008, PSD, CDS-PP, PCP, BE e PPM, que estão atualmente representados no parlamento regional, mas também o PCTP/MRPP, PDA, MPT, PTP, PAN e Plataforma de Cidadania, que foi constituída pelo PPM e pelo PND. As eleições regionais de outubro ficam marcadas pelo facto de, pela primeira vez, o PSD não concorrer aos nove círculos eleitorais de ilha, já que, no Corvo, apoia o candidato do PPM.

Os dados divulgados pelo Tribunal Constitucional indicam que o PS é o partido com o orçamento de campanha mais elevado, com quase 996 mil euros, seguido do PSD, com 651 mil euros, enquanto o PPM é o partido que menos vai gastar, já que dispõe apenas de um orçamento de três mil euros.

Ao nível das despesas com promoção e comunicação impressa e digital, o PS prevê gastar 261 mil euros, seguido pela CDU, com 65 mil euros, e pelo CDS-PP, com 61 mil euros, prevendo o PPM gastar com esta rubrica apenas 1.450 euros.

A Plataforma de Cidadania, com um orçamento global de 48 mil euros, dedica a maior fatia à despesa referente à conceção da campanha, agências de comunicação e estudos de mercado, onde gastará 26 mil euros.

Para o PSD, que recebeu 350.633 euros de subvenção estatal, a rubrica de despesa mais elevada, com 180 mil euros, é dedicada à aquisição de brindes e outras ofertas.

Por seu lado, o Partido Democrático do Atlântico (PDA), único partido nacional com sede nos Açores, prevê um orçamento de oito mil euros, que inclui cinco mil euros em cartazes e panfletos para tentar eleger pela primeira vez um deputado para o parlamento açoriano.

De acordo com o mapa publicado pela Comissão Nacional de Eleições, a ilha de S. Miguel elege 19 deputados regionais, seguindo-se a Terceira, com 10 deputados.

Os círculos eleitorais do Faial, Pico e S. Jorge elegem quatro deputados cada, enquanto nas Flores, Graciosa e Santa Maria os eleitores vão escolher três deputados em cada ilha.

O Corvo, a mais pequena ilha dos Açores, elege dois deputados regionais.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.