Pescas

Consumidores "enganados" compram peixe mais barato por espécies mais caras

Economia /
Peixe em peixaria

1241 visualizações   

Espécies de peixe menos conhecidas e com baixo valor comercial são vendidas como sendo de tipos mais valiosos e cada vez mais escassos devido ao excesso de pesca, uma prática considerada fraudulenta pela associação OCEAN2012.
 

“Está a ser cometida uma grande fraude junto da população, pois, muitas vezes, o peixe está a ser incorretamente identificado como sendo de espécies mais valiosas ou capturadas de forma sustentável”, segundo o representante da OCEAN2012, em Portugal, Gonçalo Carvalho.

O responsável da organização, que reúne várias entidades, citado num comunicado hoje divulgado, salienta que a procura de pescado está a aumentar à medida que a disponibilidade de peixe capturado localmente diminuiu, devido à pesca excessiva.

"Cada vez mais peixe importado de baixo valor está a inundar os mercados europeus, sendo muitas vezes vendido de forma fraudulenta", alertou.

Um relatório da OCEAN2012 dá conta que a sobre-exploração e a procura crescente de peixe, com um aumento médio anual de 15%, veio criar um défice maior na oferta, compensado pela pesca comunitária em águas distantes, pela aquacultura e pelo peixe importado.

O documento revela que a pressão sobre os setores da captura, do processamento e do retalho para encontrar novas fontes de pescado e continuar a fazer lucro leva ao incentivo para rotular "indevidamente" peixe barato e vendê-lo como espécies mais caras.

“Esconder peixe ´impostor´ em produtos processados como refeições pré-cozinhadas cobertas com molhos ou como douradinhos e vendê-los em supermercados ou restaurantes take-away [de refeições prontas a levar para casa] é muito fácil porque os consumidores normalmente não conseguem distinguir a diferença”, refere o relatório.

A OCEAN2012 chama a atenção dos consumidores para o facto de terem a responsabilidade de escolher de forma cuidadosa os seus alimentos e de encorajar os políticos a tomar medidas contra a pesca acima da capacidade natural de reposição das espécies (sobrepesca).

De acordo com alguns investigadores, se a União Europeia dependesse apenas do peixe selvagem capturado nas águas europeias para satisfazer as necessidades anuais de pescado, as suas reservas estariam esgotadas no início de julho.

A OCEAN2012 é uma aliança de organizações que tem como objetivo transformar a política europeia de pescas, parar com a sobrepesca, acabar com as práticas de pesca destrutivas e assegurar uma exploração justa e equitativa de stocks saudáveis.

Diário de Notícias Dinheiro Vivo Jornal de Notícias Notícias Magazine O Jogo TSF Volta ao Mundo Açoriano Oriental DN Madeira Jornal do Fundão