Celebrações do Dia de Portugal em 2018 começam nos Açores

 Celebrações do Dia de Portugal em 2018 começam nos Açores

 

Lusa/AO online   Regional   25 de Out de 2017, 18:03

As celebrações do Dia de Portugal em 2018 vão começar nos Açores, prosseguindo depois junto das comunidades portuguesas nos Estados Unidos da América, anunciou o Presidente da República no primeiro dia de uma visita ao arquipélago.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas no Aeroporto de Santa Maria, nos Açores, onde aterrou pelas 15:30 locais (mais uma hora em Lisboa), para uma visita às ilhas do grupo oriental do arquipélago.

O chefe de Estado afirmou que este é um momento de "reencontro que atravessa o Atlântico entre Portugal e os Estados Unidos da América, que culminará no Dia de Portugal celebrado nos Açores, e depois junto das comunidades portuguesas - leia-se, sobretudo açorianas -nos Estados Unidos da América".

Na visita que fez em junho às ilhas dos grupos central e ocidental dos Açores, o Presidente da República já tinha anunciado que no próximo ano o 10 de Junho seria celebrado junto das comunidades portuguesas nos Estados Unidos, e na altura o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, manifestou a expectativa de que a data fosse também celebrada na região.

Hoje, à chegada ao Aeroporto de Santa Maria, Marcelo Rebelo de Sousa foi recebido por Vasco Cordeiro, pela presidente do parlamento regional, Ana Luís, e pelo Representante da República para a Região Autónoma dos Açores, Pedro Catarino.

"Volvidos precisamente cinco meses sobre a primeira parte da minha visita a esta grande região autónoma, eu saúdo o povo açoriano com um abraço fraterno. Já estava com saudades da terra, que é uma expressão que tem a ver com um primeiro historiador açoriano [Gaspar Frutuoso], uma figura muito importante e a primeira obra escrita sobre a geografia e a história dos Açores", declarou.

O chefe de Estado saudou a "abertura ecuménica e universal" dos Açores e a sua "gente trabalhadora, corajosa, acolhedora, amiga, fraternal" e disse que regressa ao arquipélago com "o mesmo objetivo: poder presenciar o desenvolvimento económico, social, cultural, e a afirmação cívica dos Açores e dos açorianos".

Marcelo Rebelo de Sousa acrescentou que tem os Açores "permanentemente" no pensamento e que está "em constante diálogo com os órgãos e governo próprio" da região, em "permanente interação".

Em junho, o Presidente da República anunciou à agência Lusa, nos Açores, que as comemorações de 2018 do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesa iriam ser nos Estados Unidos da América, com "uma grande festa", em lugares "onde há comunidades açorianas que nunca mais acabam".

Na altura, o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, reagiu a esse anúncio considerando que se tratava de uma "grande notícia", e que seria "ainda melhor" se essas comemorações "decorressem também nos Açores".

O atual Presidente da República iniciou em 2016, ano em que tomou posse, um modelo inédito de comemorações do 10 de Junho, acertado com o primeiro-ministro, António Costa, em que as celebrações começam em território nacional e depois se estendem a um país estrangeiro com comunidades emigrantes portuguesas.

Em 2016, as cerimónias do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas começaram em Lisboa e estenderam-se a Paris, em França. Neste ano, começaram no Porto e terminaram em São Paulo e no Rio de Janeiro, no Brasil.

Segundo a Direção Regional das Comunidades, que cita dados dos últimos censos norte-americanos, a comunidade portuguesa nos Estados Unidos é de cerca de 1,4 milhões de pessoas, estimando-se que 70% sejam de origem açoriana.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.