ASTA Atlântida inicia pagamento do Plano Especial de Revitalização


 

Lusa/AO online   Regional   12 de Mar de 2015, 15:27

A sociedade ASTA Atlântida informou que iniciou em fevereiro o pagamento do Plano Especial de Revitalização (PER) a cerca de 65 credores, estando prevista a amortização da totalidade do passivo acumulado num prazo de seis anos.

"A ASTA Atlântida, agora detida pelo Fundo Discovery iniciou, no passado mês de fevereiro, o pagamento do Plano Especial de Revitalização de acordo com o aprovado e homologado pelo Tribunal de Ponta Delgada", adiantou em comunicado a sociedade sediada nos Açores.

Em abril de 2003, a Atlântida Sociedade de Turismo e Animação, S. A. (ASTA) assinou com a Região Autónoma dos Açores um contrato de concessão do exclusivo de jogos de fortuna e azar a instalar em S. Miguel e outro contrato do exclusivo da exploração de jogo de bingo e máquinas na ilha Terceira. Ambos continuam até hoje por concretizar.

Em abril de 2014, o Tribunal de Ponta Delgada aprovou um plano de revitalização do grupo ASTA, depois de o Governo Regional dos Açores ter aceitado passar a concessão do jogo para outra entidade (Noria Summer, S.A.).

No comunicado, a ASTA precisou que em fevereiro cerca de 65 credores receberam um montante superior a 10.000 euros e que "os pagamentos serão, a partir de agora, realizados mensalmente".

Segundo a ASTA, está prevista a amortização da totalidade do passivo histórico acumulado num prazo de seis anos, sem adiantar o valor em causa.

Os novos proprietários da sociedade solicitaram em abril ao governo açoriano a modificação dos contratos de concessão, com a separação das atividades de exploração imobiliária, exploração do jogo em S. Miguel e Terceira e posterior transmissão da exploração do jogo para a Romanti Casino Azores -- Jogo e Animação Turística, S.A..

O fundo Discovery prevê investir cerca de 11 milhões de euros e criar 60 postos de trabalho direto nos hotéis de Ponta Delgada e das Furnas.

De acordo com as regras definidas pelo executivo de Vasco Cordeiro, até 28 de janeiro de 2016 tem de estar a funcionar o Casino, o Hotel Príncipe do Mónaco, o posto de turismo e o parque de estacionamento da urbanização Pero de Teive, na cidade de Ponta Delgada, bem como as salas de bingo e jogo na ilha Terceira.

No caso específico da urbanização Pero de Teive, o governo recomendou a reformulação do projeto, no sentido de reduzir a sua volumetria, criar espaços para usufruto da população, indo ao encontro das pretensões de um grupo de cidadãos que se mobilizou e luta até hoje para exigir a alteração do projeto inicial.

Quanto ao Hotel SPA das Furnas, abrirá portas no final deste mês.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.