Assembleia-geral de alunos na universidade açoriana devido a aumento de propinas

Assembleia-geral de alunos na universidade açoriana devido a aumento de propinas

 

Lusa/AO Online   Regional   29 de Set de 2014, 12:15

Os alunos da Universidade dos Açores reúnem-se em assembleia-geral na quarta-feira para se pronunciarem sobre o aumento das propinas e o novo modelo de pagamento, que provocam "enormes dificuldades", disse hoje o presidente da associação académica.

A reunião debaterá também a alteração ao regime de estudante em tempo parcial, acrescentou Marco Andrade.

“A direção da Associação de Estudantes já por altura do Conselho Geral, em julho do corrente ano, em que fazia parte da ordem de trabalhos o aumento das propinas e seu fracionamento, tinha alertado para as dificuldades que isso poderia trazer aos novos alunos, e aos que já são da academia, devido ao maior esforço financeiro que é pedido”, disse Marco Andrade à agência Lusa.

O dirigente estudantil explicou que o fracionamento das propinas na academia açoriana passou de dez para quatro prestações de cerca de 250 euros cada, sendo que a primeira prestação tem que ser liquidada até 30 de setembro, o que, na leitura de Marco Andrade, acarreta “enormes dificuldades para os alunos”.

O presidente da Associação Académica da Universidade dos Açores considera, por outro lado, que as alterações introduzidas ao regime do estudante a tempo parcial “prejudicam muitos alunos”.

“Face a estes fatores, a direção da Associação Académica pediu à mesa da assembleia-geral para convocar uma reunião, para quarta-feira, para que todos os interessados e prejudicados possam fazer-se ouvir com o objetivo de comunicar, posteriormente, à reitoria e ao Conselho Geral a sua insatisfação e descontentamento”, explicou.

Marco Andrade frisou que neste início de ano letivo se tem constatado uma “insatisfação generalizada”, com alguns alunos em “situação muito difícil” para conseguir pagar a primeira prestação das propinas, de forma particular os deslocados, que têm despesas acrescidas.

O presidente dos estudantes da academia açoriana declarou que as medidas que a assembleia-geral venha a adotar constarão de um documento final a entregar à reitoria e ao Conselho Geral.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.