Alunos dos Arrifes concretizam projeto solidário (vídeo)

Carregando o video...

 

Paulo Faustino   Regional   28 de Nov de 2014, 11:00

Quinta-feira, aproveitando a comemoração do Dia de Ação de Graças (Thanksgiving Day), a Escola Básica Integrada (EBI) de Arrifes, através do Departamento de Línguas, juntou todos os alunos do 2º e 3º ciclos para lhes incutir o gosto pela solidariedade, através da sua prática.

A iniciativa, chamada “Fair Trade” (Troca Justa) e que já vai na terceira edição, mobilizou centenas de alunos e toda a comunidade educativa daquela EBI, coincidindo com um dos feriados favoritos dos americanos, que é o dia de gratidão a Deus, com orações e festas, pelos bons acontecimentos ocorridos durante o ano. Esse espírito foi aproveitado para fazer da escola dos Arrifes uma espécie de grande feira solidária, com várias bancas, onde os alunos puderam negociar artigos que trouxeram de casa ou serviços para os quais estão habilitados, em troca de alimentos embalados destinados a famílias necessitadas dos Arrifes, Relva e Covoada. Ali ‘acantonaram’ bancas de doçaria e salgadinhos; de fruta, hortaliças e ervas aromáticas; de brinquedos/jogos; de prendas de Natal; como também uma banca de roupa; da sorte e da Cruz Vermelha; incluindo um Beauty Salon com maquilhagem, tratamentos faciais e manicure. A iniciativa envolveu igualmente um almoço convívio de Thanksgiving com a presença dos utentes do Centro de Dia dos Arrifes, mobilizando ainda, entre outros, dezenas de professores, pais, assistentes sociais, empresários locais, representantes de marcas a nível regional, Junta de Freguesia de Arrifes, Cruz Vermelha e mecenas. Uma dinâmica que deu um colorido especial à escola e que, ao início da tarde de ontem, já tinha permitido angariar dezenas de caixotes com alimentos, entre os quais enlatados, massas e farinhas.

O “Fair Trade” é uma forma de ajudar agregados carenciados - de onde provêm vários alunos da própria EBI - e canalizar as competências dos estudantes para a consciencialização e prática dos valores da solidariedade, generosidade, partilha, cooperação, gratidão e respeito pelo próximo. Objetivo alcançado, se se tiver em conta que a edição deste ano cativou mais gente que a do ano anterior. “Deparamo-nos diariamente com as carências dos nossos alunos, por isso é que nos lembramos de organizar esta atividade diferente”, acentua Ana Clara Batista, professora e dinamizadora do projeto, que “tem sido cada vez melhor”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.