Açores têm aumentado notoriedade nos desportos de água

Açores têm aumentado notoriedade nos desportos de água

 

Lusa/AO Online   Regional   1 de Set de 2014, 13:38

O diretor regional do Turismo afirmou hoje que os Açores têm ganhado notoriedade ao nível dos desportos de água nos últimos anos devido a um trabalho que tem envolvido Governo, autarquias e privados.

“Os Açores, nos últimos anos, têm ganhado uma notoriedade enorme no que diz respeito ao desporto de água, como é o caso do surf. Isso deve-se ao empenho dos privados, que com o apoio das autarquias e Governo Regional têm conseguido colocar os Açores na boca do mundo”, afirmou João Bettencourt, em conferência de imprensa, na Ribeira Grande.

Entre 02 e 07 de setembro, a praia de Santa Bárbara, na Ribeira Grande, acolhe a elite do surf mundial no SATA Azores Pro, a quarta de oito etapas 'prime' do circuito mundial de qualificação do ano, que está reservada aos 100 melhores atletas do 'ranking'.

O diretor regional do Turismo manifestou a vontade do executivo regional em continuar a apoiar futuras edições desta competição mundial, acrescentando que além de São Miguel, outras ilhas proporcionam condições especiais para a prática do surf.

Segundo disse João Bettencourt, muitos surfistas que vêm aos Açores consideram mesmo o arquipélago como "o Havai da Europa", pelas suas ondas e exuberância das paisagens.

O Governo dos Açores concedeu um apoio público para a realização desta prova na Ribeira Grande de cerca de 400 mil euros.

Para o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, a realização do SATA Azores Pro é um evento importante para o concelho e para a região pela visibilidade e investimentos que trás.

“O retorno que nós temos mensurável dos anos anteriores tem a ver com a visibilidade e o facto de termos cerca de um milhão de pessoas a assistir às provas. Este é, se calhar, o evento de maior montra que temos no concelho ao nível de visibilidade”, afirmou Alexandre Gaudêncio, acrescentando que a autarquia dá apenas apoio logístico ao evento.

Alexandre Gaudêncio, que quer fazer da Ribeira Grande a capital do surf dos Açores, destacou que esta prova já originou um investimento concreto, com a construção em curso de uma unidade hoteleira junto à Praia da Santa Bárbara.

Esta manhã decorreu uma prova de triagem, que foi ganha pelo surfista Manuel Morgado, 18 anos, e que será o único açoriano a participar na competição mundial.

“Para mim, é grande prazer representar os Açores, visto que é a minha ilha e aqui cresci, nas minhas ondas, na minha praia. É um grande prazer”, disse aos jornalistas Manuel Morgado.

A prova oficial tem início na terça-feira, conta com 16 surfistas do circuito mundial ASP, outros 14 que já pertenceram e alguns dos surfistas em melhor forma no circuito de qualificação, com o objetivo de continuarem a angariar pontos para uma eventual entrada na elite em 2015.

Entre os surfistas presentes no SATA Azores Pro está o atleta australiano Matt Banting, atual líder do circuito de qualificação, o francês Charly Martin, ex-campeão europeu, o havaiano Keanu Asing, o neozelandês Billy Stairmand, os brasileiros Wiggolly Dantas, Thomas Hermes e Willian Cardoso, os norte-americanos Tim Reyes, Michael Dunphy, Tanner e Patrick Gudauskas e o português Tiago Pires, mais conhecido por “Saca”.

O SATA Azores Pro é organizado pela DAAZ Eventos e pela Associação Atlantic Action Sports.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.