Açores distinguem 30 personalidades e instituições no Dia da Região

Açores distinguem 30 personalidades e instituições no Dia da Região

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   18 de Mai de 2017, 12:47

Os Açores vão distinguir no Dia da Região, a 5 de junho, 30 personalidades e instituições do arquipélago que se distinguiram em diferentes áreas, numa sessão onde está prevista a presença do Presidente da República.

A lista de condecorados com as insígnias honoríficas açorianas, que serão atribuídas na sessão solene que vai decorrer na sede da Assembleia Legislativa Regional foi aprovada por unanimidade na reunião da Comissão de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho e será submetida à aprovação do plenário.

Entre as figuras que serão distinguidas com a Insígnia Autonómica de Reconhecimento estão os músicos açorianos Aníbal Duarte Raposo e Luís Alberto Bettencourt, o professor universitário e emigrante nos Estados Unidos Diniz Aurélio Borges, e o antigo campeão de ralis dos Açores Horácio Franco, este a título póstumo.

O escritor açoriano Urbano Bettencourt Machado, o investigador Luís Monteiro, já falecido, e o antigo diretor regional da Cultura Marcolino Candeias, também a título póstumo, serão outras das figuras homenageadas.

Com a Insígnia Autonómica de Mérito Profissional serão condecorados os médicos Carlos Pereira Duarte, antigo pediatra no hospital de Ponta Delgada e um dos responsáveis pela redução da taxa de mortalidade infantil nos Açores, Ramiro Gaspar de Lima, antigo administrador do hospital de Angra do Heroísmo, e Luís Bruno, médico de clínica geral no centro de saúde da Horta e dirigente do PCP no Faial, estes últimos dois a título póstumo.

A mesma insígnia recebem, igualmente, Duarte Pimentel e José Carlos Cymbrom.

A Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo, a instituição bancária mais antiga dos Açores, vai receber a Insígnia Autonómica de Mérito Industrial, Comercial e Agrícola, enquanto a Insígnia Autonómica de Mérito Cívico vai ser atribuída a várias instituições, como o grupo de teatro Alpendre, da Terceira, a Associação de Socorros Mútuos de Ponta Delgada, a Casa do Povo de Rabo de Peixe, em São Miguel, o Clube Naval da Horta e a Escola Regional de Artesanato de Santo Amaro do Pico.

Entre os condecorados estão, também, o Grupo de Baile da Canção Regional Terceirense, o Grupo Etnográfico da Beira, o Instituto Histórico da Ilha Terceira, a Associação de Solidariedade "Mãe de Deus" e a Sociedade Filarmónica Artista Faialense.

Destaque, ainda, para três figuras que serão agraciadas com a Insígnia Autonómica de Mérito Cívico: Fernando Dutra de Sousa, atual provedor da Santa Casa da Misericórdia da Horta e antigo presidente da câmara local, Maria Evelina de Sousa (a título póstumo), que se distinguiu como professora, feminista e defensora dos animais, Masatoshi Ohi, promotor das artes marciais em São Miguel, e Óscar Rocha, primeiro presidente da Câmara do Corvo, a mais pequena ilha dos Açores.

João António Sequeira (a título póstumo), que esteve ligado ao centro de controlo de tráfego aéreo de Santa Maria, o professor João Manuel Forjaz de Sampaio e Luís Toste Dinis, antigo formador na área agrícola, vão receber a Insígnia Autonómica de Dedicação.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.