Açores criam regime para utilização do gasóleo agrícola e pescas

Açores criam regime para utilização do gasóleo agrícola e pescas

 

Lusa/AO Online   Regional   11 de Jul de 2014, 14:57

O parlamento dos Açores aprovou hoje, por unanimidade, um regime para a utilização do gasóleo agrícola e pescas, que goza de benefícios fiscais, permitindo, por exemplo, que carrinhas de caixa aberta passem a poder ser abastecidas com este combustível.

Assim, o “sistema de fiscalização e controlo do abastecimento de gasóleo à agricultura e à pesca na Região Autónoma dos Açores”, agora criado, deixa de limitar, no caso da agricultura, a utilização deste combustível às máquinas, equipamentos e tratores.

“Os veículos de transporte de mercadoria, providos de caixa aberta, com cilindrada inferior ou igual a 3000 centímetros cúbicos e peso bruto igual ou inferir a 2500quilos, utilizados exclusivamente na atividade agrícola, integram o elenco dos equipamentos autorizados que podem consumir gasóleo agrícola na região, nos termos a definir” por portaria do Governo Regional, lê-se na nova legislação.

Esta era uma pretensão antiga dos agricultores açorianos, que nas últimas semanas voltou a ganhar protagonismo na sequência de uma investigação da GNR que já detetou fraudes na utilização do gasóleo agrícola no arquipélago de pelo menos três milhões de euros.

A nova legislação permite também que o abastecimentos das máquinas e equipamentos se faça nos seus locais de utilização (explorações agrícolas e zonas portuárias) e, por outro lado, que o gasóleo seja transportado em recipientes próprios e autorizados até aos mesmos locais.

Além disso, esta legislação estabelece algumas regras que garantirão uma “fiscalização e controlo mais justo e adequado” da utilização do gasóleo agrícola e pescas, segundo o secretário regional da Agricultura e Ambiente, Luís Neto Viveiros.

O governante açoriano destacou que as novas regras respeitam a legislação europeia, que baliza esta questão, mas defende as especificidades dos Açores no que respeita, por exemplo, à dimensão das explorações agrícolas e à acessibilidade às mesmas.

No caso das pescas, o texto da iniciativa aprovada sublinha também “a estrutura da frota” licenciada nas ilhas e “a dispersão geográfica dos protos e núcleos de pesca”.

A nova legislação resulta de uma proposta do Governo dos Açores submetida à Assembleia Legislativa Regional, tendo a versão final recebido contributos do PS e do CDS-PP.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.