Açores acreditam na preservação ambiental mesmo que aumente o número de turistas

Açores acreditam na preservação ambiental mesmo que aumente o número de turistas

 

Lusa/AO Online   Regional   12 de Dez de 2014, 15:23

O diretor regional do Turismo dos Açores considerou hoje que com "legislação e medidas preventivas" será possível manter a sustentabilidade ambiental da região, apesar do previsível aumento de turistas nas ilhas a partir de 2015.

Algumas ligações aéreas entre os Açores e o continente serão liberalizadas a partir de março de 2015 e diversas companhias 'low cost' (que oferecem voos baratos) já anunciaram que começarão a operar no arquipélago, o que deverá aumentar o número de turistas nas ilhas.

"Mesmo com essa possibilidade de termos mais gente a visitar os Açores, é sempre possível, através de legislação, através de medidas preventivas, fazer com que os Açores mantenham as qualidades ambientais que têm neste momento", afirmou João Bettencourt, em Ponta Delgada, à margem do 'workshop' "valorização da experiência turística através do storytelling".

O diretor regional do Turismo admitiu, assim, a possibilidade de "alargar ainda mais o leque de medidas em vigor nos Açores" para defender essa sustentabilidade ambiental perante a possibilidade de passar a haver "turismo em massa" para as ilhas.

Açores, Cascais, Lagos, Zona Oeste e a Serra do Socorro e Archeira, em Torres Vedras, e Sintra estão no top 100 dos destinos mais sustentáveis do mundo de 2014, divulgou na quinta-feira o ‘site’ Green Destinations.

O arquipélago foi também considerado o destino mais sustentável da Europa, com uma cotação de 8,9 em 10 pontos possíveis atribuídos pela Global Sustainable Tourism Review (Crítica de Turismo Sustentável Global) na Europa.

João Bettencourt considera essa distinção "uma mais-valia profissional", dizendo que se trata do fruto do trabalho entre privados e o Governo Regional dos Açores.

"Já este ano foi-nos atribuído o galardão platina do Quality Coast e este é mais um prémio. É efetivamente uma mais-valia e que todos nós devemos aproveitá-la", admitiu.

Na sessão de abertura do 'workshop' "valorização da experiência turística através do storytelling", promovido pelo Observatório do Turismo dos Açores (OTA), o presidente deste organismo, Carlos Santos, pediu mais apoios ao Governo Regional para desenvolver as atividades nesta "nova fase de viragem do turismo açoriano".

"Apelamos ao senhor secretário e diretor regional do Turismo para a leitura atenta dos projetos propostos e para darem o seu apoio financeiro, sem o qual o OTA continuará a fazer pouco mais do que inquéritos à satisfação dos turistas, o que certamente fica muito aquém da sua vocação", sublinhou o presidente do OTA.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.