Liga de Hnra

Vitória justa e merecida

Vitória justa e merecida

 

Susete Rodrigues   Futebol   28 de Set de 2008, 14:50

O Santa Clara conquistou a sua segunda vitória esta época, vencendo o Portimonense por 3-0, num jogo em que conseguiu mostrar uma boa organização quer defensivamente quer no ataque

O Santa Clara recebeu e venceu o Portimonense, por 3-0, no jogo que abriu a ronda quatro da Liga de Honra, disputado ontem de manhã no Estádio de São Miguel.

Uma vitória merecida dos encanados de Ponta Delgada, que queriam brindar o seu público com uma boa exibição, pese embora não sido muitos os que se deslocaram estádio. Mas como diz o velho ditado: “Poucos mas bons”, os que lá estiveram não deram por mal empregue o seu temo, já que o Santa Clara fez um bom jogo, podendo, claro melhorar em alguns aspecto, como é normal ainda numa equipa praticamente nova e que de jogo para jogo tem vindo a crescer.

Dois golos de bola parada por Oliveira (19’) e Lico (82’), respectivamente, mostraram um trabalho de casa muito bem executado; bem como a excelente combinação entre Lico e Ricón (78’), deram ao Santa Clara a segunda vitória da época, perante um Portimonense que se esperava mais.

A equipa da casa entrou muito bem jogo, a trocar bem a bola, a sair rápido para o conta ataque, porem, desperdiçaram quatro oportunidades de golos que podiam ter sentenciado o encontro na primeira parte.

Só aos 19 minutos é que o Santa Clara conseguiu o golo, num livre apontado por Oliveira que foi directo à baliza do guardião do Portimonense.

Os visitantes pouco faziam, mas responderam a golo com um remate de Gonzalo ao minuto 24, sem perigo para João Botelho.

Aos 27 minutos, Vítor Pereira viu-se forçado a mexer no onze inicial, já que Fofana, até então a fazer um bom jogo, teve que ser substituído devido a lesão. Para o seu lugar entrou Lico, uma aposta ganha, principalmente na segunda.

Antes do intervalo, o Portimonense ainda tentou o empate, mas Hugo Santos – regressado ao Açores – não esteve nos seus melhores dias, nem no nível que habitou-nos a vê-lo jogar.

Na segunda parte, o Santa Clara voltou a entrar muito bem podia ter feito o 2-0 a minuto 49, mas o auxiliar de Cosme Machado, tirou mal um fora de jogo a Ricón. No entanto, a formação da casa continuou com a sua entoada de jogar rápido e volta a desperdiçar ao minuto 63, após cruzamento de Neto para Nuno Santos, este que remata à figura de Paulo Ribeiro.

Por seu turno, o Portimonense procurava igualar o marcador, mas a partir do seu meio campo sentiu muitas dificuldades e falhou nos cruzamentos. Ora iam para fora ora paravam nas mãos de João Botelho, que conseguiu segurar e controlar as investidas dos visitantes.

O segundo golo do Santa Clara surge através de uma boa jogada de contra ataque rápido, com Lico a cruza para Ricón, Este golo vem dar maior tranquilidade aos da casa, mas mesmo assim o Portimonense ainda tentava subir no terreno para reduzir a desvantagem, mas faltava a inspiração e finalização dos jogadores de Portimão.

Os encarnados “matem” o encontro com o terceiro golo, num livre de Lico, apontado do pequeno círculo e sem hipóteses de defesa para Paulo Ribeiro.

Já em tempo de compensação o Portimonense ainda tentou o golo em dois lances de fora da área sem sucesso.

A equipa que viajou de Braga esteve regular.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.