Açoriano Oriental
Villas-Boas propõe Mário Santos para diretor-geral das modalidades do FC Porto

 O antigo presidente da Federação Portuguesa de Canoagem (FPC) e chefe da Missão lusa aos Jogos Olímpicos Londres2012, Mário Santos, vai ser diretor-geral das modalidades do FC Porto, caso André Villas-Boas triunfe nas eleições.

Villas-Boas propõe Mário Santos para diretor-geral das modalidades do FC Porto

Autor: Lusa /AO Online

“Tem uma experiência única e singular nas instâncias nacionais e internacionais. Caberá ao Mário Santos assegurar o edifício organizativo das modalidades do clube, entender o crescimento da sua formação, reforçar a competitividade das modalidades em atividade - incluindo nelas a vertente feminina -, continuar a aposta no desporto adaptado e integrar novas modalidades, que se enquadrem na estratégia e cultura do clube”, anunciou hoje o ex-treinador da equipa de futebol dos ‘azuis e brancos’, em sede de campanha, no Porto.

Líder da FPC entre 2004 e 2013, ano em que cessou uma passagem de cinco anos pela Comissão Executiva do Comité Olímpico de Portugal (COP), Mário Santos distinguiu-se como chefe das Missões lusas aos Jogos Olímpicos da Juventude Singapura2010 e aos Jogos Olímpicos Londres2012, ostentando um vasto currículo de experiências no setor.

“Temos de criar bases para um crescimento eclético e sólido, que nos permita de forma sustentada ter equipas competitivas, com atletas que estão em seleções nacionais e nas Missões olímpicas. Que o FC Porto continue a ganhar como até aqui tem feito, mas que também continue a crescer, a formar e a ser exemplar”, acrescentou André Villas-Boas.

O advogado evoluiu, entre outros cargos, como vice-presidente da Associação Europeia de Canoagem, entre 2007 e 2015, e teve experiências como diretor do painel de controlo antidoping e líder do comité de kayak de mar da Federação Internacional de Canoagem, entidade na qual desempenhou ainda funções como assessor jurídico, de 2008 a 2021.

Nomeado pelo Governo como especialista no Conselho Nacional do Desporto, de 2016 a 2024, Mário Santos, de 52 anos, integrou o Conselho Geral da Universidade de Coimbra, entre 2013 e 2018, e vai exercendo advocacia com especialização em direito desportivo.

As eleições dos órgãos sociais do FC Porto para o quadriénio 2024-2028 são disputadas por três candidaturas, lideradas por Pinto da Costa (lista A), André Villas-Boas (B), antigo treinador da equipa de futebol, e Nuno Lobo (C), empresário e professor, incluindo ainda uma lista independente ao Conselho Superior comandada por Miguel Brás da Cunha (D).

O ato eleitoral decorrerá em 27 de abril, entre as 09:00 e as 20:00, no Estádio do Dragão, no Porto, numa altura em que Pinto da Costa está a cumprir o 15.º mandato consecutivo, que lhe atribui o estatuto de dirigente com mais títulos e longevidade do futebol mundial.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados