Vasco Cordeiro diz que Governo Regional é que deve decidir sobre investimentos e serviços

Vasco Cordeiro diz que Governo Regional é que deve decidir sobre investimentos e serviços

 

LUSA/ Ao online   Regional   4 de Set de 2012, 16:46

O candidato do PS/Açores à presidência do Governo Regional, Vasco Cordeiro, afirmou hoje ser "muito importante" que continue a ser o executivo açoriano a decidir quais os investimentos e serviços que melhor servem a população do arquipélago

"É muito importante que, da mesma forma que se decidiu e ajuizou da importância de fazer este investimento, continue a ser o Governo dos Açores a ter essa proximidade, essa sensibilidade, para poder decidir quais são os investimentos e serviços que mais servem as nossas populações", afirmou Vasco Cordeiro, em declarações aos jornalistas no final de uma visita às obras do novo bloco do Hospital da Horta, no Faial.

O candidato socialista frisou que o Bloco C do Hospital da Horta é “um investimento de importância essencial para a ilha” do Faial, já que vem colmatar as necessidades da instituição “ao nível da Fisioterapia, Obstetrícia e Ginecologia”.

“Este investimento vale por aquilo que significa de melhoria de condições em que a nossa saúde, o nosso Serviço Regional de Saúde, serve os açorianos e, em concreto, serve os faialenses e todos os que a ele se dirigem”, defendeu.

Vasco Cordeiro destacou também que a segunda fase desta obra permitirá dar resposta às necessidades do hospital ao nível da consulta externa e dos internamentos de doenças infetocontagiosas.

Questionado sobre uma eventual diminuição do número de especialidades no Hospital da Horta, o candidato socialista frisou que “o objetivo fundamental é garantir o acesso de todos os açorianos aos cuidados de saúde”.

Para Vasco Cordeiro, uma eventual decisão sobre essa matéria terá que ser suportada “do ponto de vista técnico", mas "nunca pondo em causa" o acesso de todos os açorianos aos cuidados de saúde.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.