Vasco Cordeiro defende credibilização da atividade política

Vasco Cordeiro defende credibilização da atividade política

 

LUsa / AO online   Regional   19 de Ago de 2012, 12:10

O candidato do PS/Açores à presidência do Governo Regional, Vasco Cordeiro, defendeu hoje a necessidade de credibilizar a atividade política, frisando que é necessário ter a

 

“Tenho a consciência muito clara de que nestas eleições, mais do que um projeto de governo, está em causa a credibilização da atividade política e dos políticos”, afirmou Vasco Cordeiro, num comício em Povoação, na ilha de S. Miguel.

Para o candidato socialista, “é necessário ter a coragem de, perante reivindicações legítimas, dizer e explicar que não é ainda possível fazer isso porque a situação não o permite”.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro reafirmou que a criação de emprego é o “principal desafio” que os Açores têm pela frente, frisando que “não é possível ter uma região solidária e uma sociedade forte quando existe o flagelo do desemprego”.

Vasco Cordeiro dedicou especial atenção ao setor da construção civil, um dos mais afetados pelo desemprego, defendendo a necessidade de existirem “orientações claras das entidades públicas sobre o que se pretende para este setor”.

Nesse sentido, propôs a criação de uma Carta Regional de Obras Públicas, que permitiria às empresas saber antecipadamente quais as obras que vão ser lançadas e em que altura.

O candidato do PS/Açores frisou que “o emprego não se cria por decreto”, salientando que “só com empresas fortes é possível ter mais e melhor emprego”, defendendo um conjunto de medidas que permitam apoiar as empresas.

A redução dos custos de contexto, como a energia ou os combustíveis, e a desburocratização foram algumas nas medidas apontadas por Vasco Cordeiro, para quem “facilitar a vida às empresas é fundamental para que os empresários possam fazer o que sabem, que é produzir”.

A melhoria dos transportes aéreos e marítimos foi também considerada “fundamental” para promover a competitividade da economia regional, assim como uma aposta forte na exportação.

Vasco Cordeiro reafirmou ainda o seu compromisso na área social, que considerou ser uma “imagem de marca do PS”, frisando que “não se pode prescindir de ter nos Açores um governo que se preocupa com as famílias açorianas”.

Relativamente ao concelho da Povoação, o candidato socialista assumiu dois “compromissos” caso venha a ser eleito presidente do Governo Regional, que são a melhoria das acessibilidades entre as Furnas e a Povoação e a melhoria das condições de abrigo do Porto de Pescas da Ribeira Quente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.