Varzim vence o Santa Clara por 3-1

Varzim vence o Santa Clara por 3-1

 

Lusa/AO   Futebol   2 de Dez de 2007, 17:49

O Varzim quebrou hoje uma série de cinco jogos sem vencer na Liga de Honra de futebol, ao bater no seu terreno o Santa Clara por 3-1, em encontro da 12ª jornada da prova
Com este resultado, os poveiros subiram ao 6º lugar (18 pontos) e agravaram a crise de resultados dos açorianos, que somaram o sexto desafio consecutivo sem vencer, descendo ao 5º lugar da classificação (19 pontos).
O Santa Clara apresentou-se no campo do Varzim disposto a vencer, rematando diversas vezes de fora da área, com destaque para um lance de Júlio César, que obrigou Bruno Conceição a defesa apertada, aos 10 minutos.
O Varzim, que contou com o regresso do influente médio Marco Cláudio, após lesão, apresentou maior tempo de posse de bola no primeiro tempo, mas sem conseguir exercer uma pressão constante sobre os forasteiros.
Ainda assim, os locais dispuseram das melhores oportunidades de golo, após lances de bola parada: primeiro foi Chico (35), a proporcionar uma defesa de recurso a Fernando, e já em cima do intervalo Pedro Santos cabeceou à barra.
O Santa Clara entrou melhor na segunda parte e podia ter aberto o marcador por Emerson (53), mas na jogada seguinte o varzinista Alexandre rematou contra o corpo de Accioly, que terá tocado a bola com a mão na sua grande área.
O árbitro assinalou prontamente o penalti, que foi convertido por Roberto (55), que terminou com um jejum de 240 minutos do Varzim sem marcar em casa.
O avançado brasileiro viria a bisar aos 65 minutos, após canto desviado ao primeiro poste por Chico, passando para a liderança dos goleadores da Liga de Honra, com sete tentos.
O encontro parecia decidido, mas o Santa Clara teve uma reacção enérgica e aproveitou uma fífia monumental do guarda-redes poveiro Bruno Conceição (largou a bola após cruzamento inofensivo) para reduzir por 2-1, por Vítor Silva (76).
Apesar do golo sofrido, o primeiro em casa esta época, o Varzim soube gerir bem a vantagem, passando a jogar em contra-ataque e aproveitando a velocidade do recém-entrado Candeias.
Aos 87 minutos, os poveiros sentenciaram o jogo, com Pedro Santos a fazer de cabeça o 3-1, após canto apontado por Malafaia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.