Turquia acusa EUA e Israel de interferência no Irão e no Paquistão

Turquia acusa EUA e Israel de interferência no Irão e no Paquistão

 

Lusa/AO online   Internacional   5 de Jan de 2018, 11:34

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou hoje os Estados Unidos e Israel de se imiscuírem nos assuntos internos do Irão, onde há vários dias se sucedem protestos contra o regime, e do Paquistão.

“É impossível considerar justo que alguns países, sobretudo os Estados Unidos e Israel, se imiscuam nos assuntos internos do Irão e do Paquistão”, disse Erdogan numa conferência de imprensa, antes de partir para França, onde inicia hoje uma visita oficial.

“Isso vira as pessoas umas contra as outras nesses países”, acrescentou.

O Presidente turco não especificou a que situação no Paquistão se referia, mas mencionou o país dias depois de o Presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçar suspender a ajuda ao Paquistão por considerar que as autoridades não estão a fazer o suficiente para combater o terrorismo.

Erdogan mencionou o Iraque, Síria, Egito, Líbia, Palestina, Tunísia, Sudão e Chade para afirmar que “está em curso um jogo” em alguns países, “todos muçulmanos”.

“Eles estão a tomar medidas para se apropriarem das riquezas do subsolo de todos esses países”, disse.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.