Itália

Tribunal analisa prescrição de crime de ex-advogado de Berlusconi


 

Lusa / AO online   Internacional   25 de Fev de 2010, 17:08

O procurador do supremo tribunal italiano pediu a prescrição do crime do ex-advogado de Sílvio Berlusconi, David Mills, condenado a quatro anos e meio de prisão por corrupção na primeira e na segunda instâncias, noticiou a agência Ansa.
No seu pedido, o procurador sustentou que o crime pelo qual Mills foi julgado foi cometido em Novembro de 1999 e não em Fevereiro de 2000 como consideraram os tribunais de primeira e segunda instância. Nesse sentido, acrescentou, o crime prescreveu ao fim de dez anos, ou seja, em Novembro de 2009.

"Quando há incerteza em relação à data em que um crime foi cometido, a regra geral é a de assumir a data mais favorável ao acusado", escreveu o procurador, Gianfranco Ciani, no pedido citado pela agência italiana.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.