Grande Prémio do Brasil em Fórmula 1

Três pilotos em busca do título em Interlagos


 

Lusa/AO   Outras modalidades   18 de Out de 2007, 09:07

A mais emocionante época de Fórmula 1 das últimas décadas conhece este fim-de-semana o seu epílogo, no Grande Prémio do Brasil, com três pilotos a discutirem o título mundial, numa temporada também marcada pela polémica.
A depender apenas de si para se sagrar campeão está o inglês Lewis Hamilton, a grande sensação da temporada, já que poderá tornar-se o primeiro "rookie" (estreante) a conquistar o título.

    Logo atrás de Hamilton, que já entrara para a história como o primeiro piloto negro da Fórmula 1, está o espanhol e bicampeão Fernando Alonso, companheiro de equipa do britânico na McLaren-Mercedes, enquanto o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) é o candidato com hipóteses mais reduzidas.

    A temporada ficou igualmente marcada pela polémica, com o escândalo de espionagem que resultou numa multa recorde de 100 milhões de dólares (70 milhões de euros) à McLaren-Mercedes e permitiu à Ferrari conquistar antecipadamente o título de construtores.

    A McLaren esteve também no centro das atenções com a disputa interna entre os seus dois pilotos, recriando a luta verificada nos finais da década de oitenta entre o brasileiro Ayrton Senna e o francês Alain Prost.

    Hamilton desaproveitou no Grande Prémio da China, penúltima prova do campeonato, uma excelente oportunidade para se sagrar antecipadamente campeão, ao cometer um erro que o obrigou a desistir, permitindo ainda que Alonso recuperasse algum terreno e Raikkonen reentrasse na corrida ao título.

    No entanto, Hamilton continua a depender apenas de si próprio e, no confuso quadro de hipóteses, basta-lhe terminar numa das duas primeiras posições para assegurar o título mundial, independentemente do resultado dos seus adversários directos.

    Nas restantes situações, o britânico continua a ser o que se encontra melhor posicionado para arrebatar o título, mas aí já terá que estar muito atento ao que Alonso e Raikkonen fazem na pista brasileira de Interlagos.

    "Apesar de eu continuar à frente com quatro pontos, este campeonato continua muito aberto. Farei tudo o que puder para marcar os pontos que necessito", afirmou Hamilton a propósito da vantagem que detém actualmente.

    Enquanto Hamilton parte com a vantagem de poder gerir a corrida consoante a sua prestação e a dos seus adversários, Alonso terá mais trabalho pela frente, uma vez que só a vitória lhe conferirá mais segurança quanto às suas reais capacidades de fazer o "tri", precisando ainda que o britânico fique abaixo do segundo posto.

    A favor do espanhol estão ainda a experiência e a história estatística, já que nas oito vezes em que três corredores atingiram a última corrida a lutar pelo título, o segundo classificado arrebatou o título em quatro ocasiões, enquanto o então líder foi campeão por três vezes e o terceiro classificado apenas uma vez.

    O circuito de Interlagos traz ainda boas recordações a Alonso, já que foi em São Paulo que o espanhol assegurou os seus dois títulos mundiais.

    "Interlagos traz-me muitas boas memórias, já que foi onde assegurei os meus dois títulos mundiais. Foram duas corridas muito diferentes, mas essa é a principal característica da pista", disse Alonso.

    Caso Alonso consiga o "tri", este torna-se apenas no terceiro piloto a conseguir conquistar três campeonatos consecutivos, feito apenas alcançado pelo alemão Michael Schumacher e pelo argentino Juan Manuel Fangio.

    Para se intrometer na luta pelo título, Raikkonen terá de terminar sempre entre os dois primeiros na corrida, mas o primeiro lugar, aliado ainda a outros factores, constituirá o grande objectivo do finlandês.

    Depois de ter ficado praticamente afastado da corrida pelo título, Raikkonen acabou por reentrar na fase final da temporada, ao vencer duas das três últimas corridas.

    "Não sou realmente candidato ao título. Mas, como vimos em Xangai há duas semanas, tudo pode acontecer", afirmou Raikkonen.

    O Grande Prémio do Brasil arranca na sexta-feira com duas sessões de treinos livres, decorrendo os treinos cronometrados para a corrida no sábado. A corrida está agendada para domingo, às 13:00 locais (17:00 em Lisboa).
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.