Três penáltis de Coates e Sporting paga preço alto por querer segurar o 2-1

Três penáltis de Coates e Sporting paga preço alto por querer segurar o 2-1

 

AO Online/ Lusa   Futebol   31 de Ago de 2019, 21:16

O Rio Ave venceu este sábado em Alvalade por 3-2, à quarta jornada da I Liga de futebol, num jogo que teve um jogador a cometer três penáltis sobre o mesmo adversário e o Sporting a cometer um erro básico.

A equipa de Carlos Carvalhal inaugurou o marcador logo aos seis minutos, com um penálti de Filipe Augusto, o Sporting deu a volta com golos de Bruno Fernandes e Luiz Phellype, aos 20 e 53.

No entanto, nova reviravolta, desta vez do Rio Ave e com mais dois penáltis, aos 86 (Ronan) e aos 90+1 (Filipe Augusto), fixou o resultado final.

O Sporting tem tido nos últimos jogos entradas fortes e a pressionar alto, que lhe têm dado 'frutos', como sucedeu frente ao Sporting de Braga e ao Portimonense, mas Carlos Carvalhal, precavido, fez o que os 'leões' talvez não contassem.

O Rio Ave surpreendeu o Sporting com uma entrada muito forte no jogo, bloco alto, compacto, a pressionar todo no meio-campo contrário e a colocar seis unidades no processo ofensivo.

Não tardou a retirar disso dividendos, logo aos seis minutos, na execução de um penálti por derrube de Sebastian Coates sobre Medhi Taremi, que Filipe Augusto aproveitou para colocar a sua equipa em vantagem.

A partir do primeiro quarto de hora o Sporting começou a assentar o seu jogo e a ter algum ascendente, altura em que Bruno Fernandes, numa boa incursão de Acunã pela esquerda, restabeleceu o empate.

A última meia hora da primeira parte foi a melhor fase do jogo para os 'leões', que criaram alguns lances de muito perigo junto à baliza do Rio Ave, aos 25, 29 e 45 minutos, mas a equipa do Rio Ave, muito bem orientada por Carlos Carvalhal, foi sempre atrevida e jogou, quase sempre no campo todo com o Sporting, sem medo.

Na segunda parte, o Sporting chegou ao segundo golo aos 53 minutos por Luís Phellype, a aproveitar uma sobra de um remate de Raphinha, que embateu num defesa vila-condense, numa fase do jogo em que os 'leões' mantiveram o mesmo ritmo da primeira parte em busca do segundo golo.

É verdade que houve ainda uma grande jogada de Raphinha, aos 62 minutos, a oferecer o golo a Bruno Fernandes, mas a partir daí o Sporting baixou as linhas e passou a querer gerir o 2-1, perante um Rio Ave bem estruturado, com bons jogadores e sem receio de jogar cara a cara com um 'grande'.

O Sporting tanto quis gerir, expondo-se ao que viria a suceder: mais dois golos do Rio Ave nos derradeiros minutos, ambos de penálti, o primeiro cobrado por Ronan e o segundo por Filipe Augusto.

Insólito foi o facto de Sebastian Coates ter sido o autor dos três penáltis, por falta de velocidade, algo já de si invulgar, mas ainda por cima as infrações foram todas cometidas sobre o mesmo adversário, Mhedi Taremi.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.