Tiago Monteiro negoceia regresso à F1 com duas equipas


 

Lusa/AO   Outras modalidades   6 de Nov de 2007, 18:07

O português Tiago Monteiro está a negociar com duas equipas o regresso à Fórmula 1 em 2008.
O português Tiago Monteiro está a negociar com duas equipas o regresso à Fórmula 1 em 2008, remetendo uma decisão para as próximas semanas e assegurando que a segunda oportunidade na disciplina rainha só acontecerá em condições mais competitivas.
A menos de duas semanas de concluir a participação no Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC), Tiago Monteiro espera capitalizar a onda de choque gerada pela saída do espanhol Fernando Alonso da McLaren-Mercedes, mas recusou-se a revelar o nome das duas escuderias interessadas na sua contratação.
"Neste momento, os lugares estão preenchidos, mas existe a possibilidade de integrar duas equipas. As negociações já estão na fase final, pois estamos em contacto desde Junho/Julho. Uma decisão final não poderá demorar muito mais do que algumas semanas", disse hoje o piloto português à Agência Lusa.
Tiago Monteiro faz depender o regresso à F1 da oferta de "condições mais competitivas" das que lhe foram proporcionadas em 2005 e 2006 pela Jordan e Midland, respectivamente: "Pode acontecer em 2008, mas terá que ser como eu quero", garantiu.
"Todos estavam à espera da decisão do Alonso e a sua saída da McLaren vai provocar muitas alterações, pois vários pilotos vão começar a mexer-se. Todos os dias há novidades e em alguns estamos em melhor posição do que noutros. Tudo muda muito rapidamente", resignou-se o piloto luso.
Tiago Monteiro congratulou-se por continuar a ser o piloto da F1 com maior número de corridas concluídas (18) no ano de estreia, pois "é uma marca com alguma importância", que este ano foi ameaçada pelo britânico Lewis Hamilton e pelo finlandês Heikki Kovalainen.
Para a 11ª e última prova do WTCC, em Macau, de 16 a 18 de Novembro, o objectivo de Tiago Monteiro passa por ajudar a Seat a sagrar-se campeã mundial de marcas e o colega de equipa Yvan Muller a conquistar o título de pilotos, mas o "ideal seria terminar com uma vitória".
"Vencer em Macau seria excelente, pois é um dos meus circuitos preferidos. Mas o principal objectivo é contribuir para a vitória da Seat no Mundial de marcas e do Muller nos pilotos", explicou Tiago Monteiro, 12º classificado da competição, que tem como melhor resultado o segundo lugar em Andertstop (Suécia).
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.